Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

AT em Família

Colunista

AT em Família

Manchas roxas na pele têm relação com a idade

| 05/10/2020, 15:11 15:11 h | Atualizado em 05/10/2020, 15:31

Quem passou dos 60 anos certamente já se deparou com manchas roxas na pele que surgem após pequenos esbarrões ou até mesmo uma simples coceira. E aí bate aquela dúvida: o que pode ser ou estar provocando esse escurecimento em locais determinados?

De acordo com o dermatologista Eduardo Carnavale de Carvalho, o problema tem nome e é conhecido como Púrpura Senil ou Púrpura de Bateman e faz parte de uma condição comum no processo de envelhecimento da pele.

“Acomete principalmente as pessoas idosas de pele clara. Estas lesões são irregulares e de tom arroxeado. Ficam expostas na pele e geralmente são ocasionadas nos braços e nas mãos. Algumas lesões regridem e formam manchas de cor amarelada e até marrom”.

Aos 84 anos, a aposentada Aydee Tonini conta que sempre gostou de cuidar da pele, mas, com a chegada da idade, foi necessário ter mais atenção.

Aydee Tonin, 84 anos, aposentada
Aydee Tonin, 84 anos, aposentada |  Foto: Acervo Pessoal

“Uso filtro solar durante todo o dia, até mesmo dentro de casa, e sempre gostei de usar produtos que deixam a pele mais saudável. Com o tempo, nossa pele vai ficando mais frágil, se eu esbarro em qualquer coisa, já aparecem manchas roxas (destaque), principalmente nos braços”.

A dermatologista Livia Borges diz que, para evitar o problema, o ideal é prevenir o envelhecimento precoce, através do uso de filtros solares e cremes hidratantes.

“Deve-se evitar também traumas nas mãos e antebraços, pois os vasos sanguíneos estão fragilizados e se rompem facilmente. Algumas pessoas se beneficiam do uso de cremes com vitamina K”.

O geriatra Gustavo Genelhu acrescenta que, de modo geral, a pele dos idosos exige atenção.

“Entre as medidas que devem ser adotadas estão atenção à temperatura da água na hora do banho, evitar exposição exagerada ao sol, hidratar a pele e cuidar das unhas”.
Caso não seja nutrida, ficará predisposta a feridas, infecções e desconfortos, como coceiras e ressecamentos.

O QUE ELES DIZEM

Gustavo Genelhu, geriatra  e 
 Livia Borges, dermatologista
Gustavo Genelhu, geriatra e  Livia Borges, dermatologista |  Foto: Divulgação

"É preciso ficar atento à temperatura da água no banho e evitar exposição exagerada ao sol", ”
Gustavo Genelhu, geriatra.

"Essas lesões de cor roxa acometem principalmente pessoas idosas de pele clara", Livia Borges, dermatologista.


TIRE SUAS DÚVIDAS


O que são essas manchas roxas?
> As petéquias, púrpuras ou equimoses são manchas roxas que surgem geralmente em pessoas idosas.
> Por isso o nome Púrpura (mancha roxa) Senil (envelhecimento). Elas surgem no dorso das mãos e dos antebraços.

O que provoca isso?
> Com o passar dos anos, a pele fica mais fina e ocorre redução da gordura e do colágeno, o que faz com que os vasos sanguíneos percam sua sustentação, facilitando seu rompimento.
> Assim, quando acontecem pequenos traumas, os vasos se rompem facilmente extravasando sangue na pele, o que causa as manchas roxas.

Como evitar o problema?
> O ideal seria prevenir o envelhecimento precoce da pele, através do uso de filtros solares e cremes hidratantes.
> Deve-se também evitar traumas nas mãos e antebraços , pois os vasos sanguíneos estão fragilizados e se rompem facilmente.

Há produtos para tratar a pele?
> Algumas pessoas se beneficiam do uso de cremes com vitamina K. O importante é entender que se trata de uma alteração benigna.

MATÉRIAS RELACIONADAS