search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Bilhões de reais em precatórios devolvidos aos cofres públicos
Tribuna Livre

Bilhões de reais em precatórios devolvidos aos cofres públicos

Uma luta que muitas vezes demora longos anos e que, depois de árdua vitória, não tem cumprido a eficácia prática esperada. Quem tem direito a receber precatórios sabe que o pagamento não acontece de uma hora para outra e, mesmo assim, quando há causa ganha na justiça, muitas pessoas deixam de sacar o valor que lhe é devido. Essa falta de iniciativa tem engordado a conta do Tesouro Nacional em bilhões de reais.
É que, com a Lei 13.463/2017, os valores referentes a precatórios e requisições de pequeno valor (RPVs), depositados pela fazenda pública à disposição do beneficiário, que estejam pendentes de recebimento há mais de dois anos, são cancelados e o dinheiro é devolvido aos cofres públicos.

Somente no Rio de Janeiro e Espírito Santo, por exemplo, em agosto de 2017, de acordo com os últimos dados disponibilizados pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que engloba esses dois Estados, o montante de precatórios e RPVs devolvidos para os cofres públicos ultrapassou os R$ 430 milhões de reais (R$434.373.429,64).

E é o que tem acontecido no país todo, já que conforme publicações oficiais dos tribunais existe uma grande quantidade de Precatórios e de RPVs depositados há anos sem que o favorecido tenha sacado. Essa quantia acaba sendo utilizada pela União para manutenção do desenvolvimento do ensino nacional e para financiar o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM).

O que muitos não sabem é que ainda tem como receber referido valor, mesmo após o cancelamento do precatório ou RPV e devolução do mesmo aos cofres públicos. Basta que os beneficiários procurem o Poder Judiciário, por meio de advogado ou da Defensoria Pública, e peçam que a quantia seja novamente depositada, no montante integral e atualizado, conforme previsão da própria Lei 13.463/2017.

Porém, existem duas teses a respeito do prazo para se requerer essa devolução. A primeira defende que não existe tempo definido porque a Lei o não estipulou. A segunda, defendida pela União Federal, é de que o favorecido tem até cinco anos, a contar da data do depósito do valor do precatório ou RPV, conforme a regra geral de prescrição de créditos em desfavor da fazenda pública.

A questão ainda vai ser decidida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas, por cautela, é interessante que os credores de precatórios e RPVs cancelados e devolvidos apresentem um pedido à justiça, o quanto antes, solicitando o recebimento da devolução da quantia já destinada ao Tesouro Nacional, evitando-se, assim a perda definitiva desse direito.

Vale lembrar que os herdeiros de titulares de precatórios ou RPV também podem solicitar reexpedição de pagamento, após falecimento do beneficiário. O pedido pode ser feito para o juiz que determinou o cancelamento do montante ou durante o inventário, na divisão da herança.

Ezus Renato Cardoso é advogado especialista em recuperação de crédito.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Se a entrega do imóvel atrasar, o comprador pode ser indenizado?

É comum a aquisição do imóvel durante a construção, ou na linguagem popular: comprar o imóvel “na planta”. Normalmente, essa compra do imóvel “na planta” é mais vantajosa economicamente. Mas, se há …


Exclusivo
Tribuna Livre

Consequências jurídicas para os “fura-filas” da vacinação

Nos últimos meses, o Brasil experimentou um crescimento exponencial nos números de vítimas fatais em razão da Covid-19. O agravamento da pandemia provocou um colapso no sistema de saúde de vários …


Exclusivo
Tribuna Livre

O elo entre índice de desemprego e os benefícios do INSS

Com o aumento crescente do índice de desemprego, muitos segurados do INSS deixam de contribuir mensalmente à Previdência Social. Acontece que ficar longos períodos sem contribuir faz com que os …


Exclusivo
Tribuna Livre

A dura realidade da insônia provocada pela pandemia

Entrando no segundo ano da pandemia, um assunto recorrente é a insônia. Com a ansiedade e o estresse que todos estão vivendo, esta síndrome segue em alta. De acordo com um estudo feito pela Universid…


Exclusivo
Tribuna Livre

Redes sociais e vendas na internet salvam negócios na pandemia

Manter as vendas, crescer e até aumentar o faturamento apesar da pandemia, lockdown, distanciamento social. É utopia ou realidade? É, sim, uma realidade, para muitos negócios que já apostavam no …


Exclusivo
Tribuna Livre

Combate ao preconceito sofrido por quem tem transtorno mental

Nossas mentes estão cada vez mais cansadas diante de tantas informações e novos cenários. Consequentemente, ter que lidar com os transtornos que a pandemia está causando na vida cotidiana e na saúde …


Exclusivo
Tribuna Livre

Conquistas e desafios do Marco Legal da Primeira Infância

Em 2016, o Brasil obteve importante conquista com a entrada em vigor do Marco Legal da Primeira Infância (Lei nº 13257/2016) que concretizou princípios previstos em nossa Constituição e traçou …


Exclusivo
Tribuna Livre

Qual melhor forma de ensinar e aprender idioma no isolamento?

O uso da Internet no ensino de línguas não é nenhuma novidade, assim como não é novo ensinar inglês à distância. De fato, isso já vinha sendo feito, principalmente em sua forma conhecida como …


Exclusivo
Tribuna Livre

Vai e vem da burocracia do INSS e a solução na esfera judicial

A pandemia do coronavírus agravou uma realidade já contundente: a fila daqueles que aguardam uma resposta do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continuou a se estender, fazendo com que seus …


Exclusivo
Tribuna Livre

Aniversário de 186 anos da Polícia Militar do Espírito Santo

Resiliência é um termo emprestado da física, hoje muito utilizado em várias áreas do conhecimento, sendo ressignificado como a capacidade das pessoas, ou mesmo instituições, de resistir e se adaptar …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados