search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Auxílio levanta bandeira branca
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Auxílio levanta bandeira branca

Não se sabe se é temporário, só de aparência ou se pode ser o início de uma nova era. Mas o fato é que o projeto de auxílio emergencial que concede R$ 900 para 3.433 famílias de Vitória fez levantar uma bandeira branca entre o prefeito Luciano Rezende e a oposição na Câmara da capital.

Na sexta (03), logo após o protocolo do projeto na Câmara, o presidente da Casa, Cleber Felix, se propôs a fazer uma sessão extraordinária hoje, às 11h, para votá-lo. Ele, que faz parte do grupo dos “independentes”, chegou a elogiar o Executivo. “O projeto é muito bom”. A atitude não passou despercebida pelo prefeito: “Quero parabenizar a Câmara e os vereadores pela sensibilidade”. E disse que vai sancionar em tempo recorde.

E a troca de elogios, tão rara na relação entre os dois, chamou a atenção do mercado político, uma vez que os dois polos estão em pé de guerra há 2 anos. À espera dos próximos capítulos.

Corrida contra o tempo
Entre o protocolo do projeto na Câmara e a decisão da sessão extraordinária passaram poucas horas, mas que foram suficientes para três vereadores da base aliada correrem para também protocolar pedido por sessão extra e urgência na votação. Wanderson Marinho pediu a sessão extra, mas para segunda. Leonil Dias e Luiz Emanuel pediram urgência.

Teste para lideranças
O deputado Bruno Lamas pediu ao governo do Estado a aquisição de 200 testes rápidos de Covid-19 para os líderes comunitários da Serra – município é o 2º com maior número de infectados no Estado. “Os líderes estão na linha de frente da comunidade, auxiliando nas ações do combate à pandemia, o que os torna mais suscetíveis ao contato com o vírus”.

Lançamento de 11 nomes para a eleição
O PV lança hoje, às 17h, 11 pré-candidatos a prefeito num evento virtual que vai contar com a presença do presidente nacional da legenda, José Luiz Penna.
Entre os nomes está o do deputado Marcos Garcia, pré-candidato a prefeito de Linhares. Mas o PV terá de definir os nomes em Vila Velha e Cariacica, onde mais de um concorre. Há possibilidade de chapa puro-sangue.

 (Foto: André Félix/AT)
(Foto: André Félix/AT)

Sem querer querendo...
A assessoria da deputada federal Lauriete Rodrigues disse que ela se enganou na votação em 1º turno para o adiamento das eleições: votou não, quando queria votar sim. Mas tanto seu antigo partido (PL) quanto o atual (PSC) orientaram a votar contra o adiamento. No 2º turno, ela votou a favor.

Sindilegis faz pressão contra corte de servidores
O presidente do Sindicato dos Servidores da Assembleia (Sindilegis), Gildo Gomes, disse que foi pego de surpresa sobre as tratativas da Ales em reduzir despesas mexendo nos benefícios dos servidores. “Já conversamos com o diretor e com o procurador-geral. Não aceitamos nenhuma redução para o servidor. Que corte em contratos. Não concordamos com esse acordo de reduzir o duodécimo”. Ele disse que está telefonando para cada deputado.

Tesoura vai passar
Conforme noticiado ontem, os deputados fizeram uma reunião na segunda-feira passada e farão outra na próxima segunda para debater os cortes. Reduzir a verba de gabinete é uma das possibilidades.

Quem não chora...
O deputado Marcos Mansur passou duas semanas reclamando que não estava sendo prestigiado pelo governo nos anúncios virtuais de obras. Aí na quinta-feira foi chamado para a ordem de serviço de Atílio Vivácqua. Teve até tempo de discurso.

Perda de R$ 6 milhões
Anchieta fechou o 1º semestre com perda de receita no valor de R$ 6 milhões, com relação ao mesmo período do ano passado. Em 2019 foram arrecadados R$ 64 milhões – em royalties, ICMS, FPM, Fundeb – contra R$ 58,5 milhões deste ano.

Saída adiada
Os servidores públicos que teriam de deixar o cargo até hoje pra disputar eleição, podem ficar até 15 de agosto.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados