search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

“Auxílio-babá” vira “bolsa escolar” até os 24 anos
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


“Auxílio-babá” vira “bolsa escolar” até os 24 anos

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal barrou mais uma tentativa sindicalista de impedir a privatização da Cia Energética de Brasília (CEB), a fim de conservar privilégios e regalias que custam R$ 65,9 milhões à estatal.

Caso do “auxílio-babá” de R$ 1.000 para filhos dos funcionários até os 6 anos, quando muda para “bolsa escolar”, paga até os 24 anos de idade. A CEB propôs reduzir o custo dos penduricalhos para R$ 55 milhões, mas os sindicatos exigiam que fossem aumentados para R$ 74 milhões.

Fome insaciável
Outro “benefício” que debilitou a estatal CEB foi o “auxílio-peru” de quase R$ 2.860, mais os R$ 1.400 normal. No total, R$ 4.200 em “tíquete-refeição”.

Rombo de R$ 800 milhões
A farra causou prejuízos mensais de quase R$ 70 milhões e eliminaram a capacidade da estatal de pagar esse rombo, no total de R$ 800 milhões.

Salário é só detalhe
A CEB ainda foi obrigada a pagar R$ 30 milhões do plano de saúde e ressarcir gastos com remédios e 80% de cursos de qualquer natureza.

“Licença” de cuecão dá posse para filho suplente
O senador Chico “Cuecão” Rodrigues (DEM-RR) foi afastado do cargo por 90 dias, mas o presidente do Conselho de Ética, Jayme Campos (MT), do mesmo partido, sugeriu uma licença de 121 dias. O número específico não é coincidência: o senador que se licencia por um período maior que 120 dias deve ceder o cargo ao suplente. O suplente de Chico é seu filho Pedro Arthur, outro filiado ao DEM de Davi Alcolumbre.

Propaganda enganosa
Sindicalistas agora bancam rica campanha publicitária com mentiras sobre “os riscos da privatização”. Só há risco de extinção de regalias.

Precisa atualizar
O governador de São Paulo, João Doria, que defende a obrigatoriedade da vacina, tem repetido que continuam morrendo “700 brasileiros por dia”. Ainda é muito, mas os óbitos estão abaixo dos 500 ao dia.

Senado em xeque
Diante da queixa geral sobre sua “decisão monocrática”, o ministro Luis Roberto Barroso deu um xeque-mate: mandou o caso para o plenário.

Licença é jogada
Desde o escândalo do dinheiro nas nádegas, os senadores tentam pretextos para minimizar a rebordosa. A licença é a jogada mais recente.

Os mesmos 121 dias
A tática é velha conhecida de Jayme Campos, que em 2009 admitiu se utilizar da licença para tratar de questões “pessoais e partidárias”.

Última a saber
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que não recebeu qualquer pedido de autoridades ou empresas para o teste e autorização de aplicação da Sputnik 5, a vacina russa anti-coronavírus.

Em queda livre
O total de casos ativos, pessoas infectadas pelo coronavírus, caiu para 414,8 mil em todo o País. É o menor número em mais de quatro meses, o que confirma a tendência de queda livre nos números da Covid.

Ceará dominado
O Brasil teve alta de 7,1% de “mortes violentas intencionais”, diz a ONG o Fórum de Segurança Pública. Ponto fora da curva, o Ceará teve alta de 96,6%, seguido de Paraíba e Maranhão, com 19,2% e 18,5%

Ignorado de propósito
A questão racial dominou noticiário sobre o anuário de segurança. Ninguém falou das quedas nos roubos de transeunte (-34%), de cargas (-25,7%), de veículos (-22,5%), comércio (-18,8%) e residências (-16%).

Ninguém chora por polícia
O Rio teve queda de latrocínios (-41,2%), lesão seguida de morte (-16,6%) e homicídios (-9,2%) no 1º semestre, diz o Fórum de Segurança. Houve aumento de (50%) nas mortes de policiais, mas sem repercussão.

Milagre baiano
Nem precisa vacina. Em Itabuna (BA), a pandemia acabou assim que começou a campanha eleitoral. Os casos caíram de 3 mil para 320 em semanas. Se a eleição fosse em março, a pandemia já teria acabado.

Pensando bem...
...2020 também será lembrado como o ano em que 'bolso traseiro' ganhou outro significado.

Contra a ditadura
O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, afirmou que a ditadura da Venezuela é um “regime criminoso, que afeta a estabilidade regional, gera crises humanitária e migratória, apoia o terrorismo, o narcotráfico e comete crimes contra a humanidade”.

Poder sem pudor

Uma briga de meio século
A briga de Paulo Maluf com Mário Covas, em São Paulo, durou mais de meio século. Começou numa eleição para o diretório acadêmico da Escola Politécnica de Engenharia. Covas ganhou, mas firmou a convicção de que Maluf usa e abusa do poder econômico: ele distribuiu canetas Parker 100 entre os eleitores. Maluf guardava os boletins escolares dos dois, só para mostrar que sempre foi melhor aluno que o adversário. E quando se recorda do assunto, sempre lembra com bom humor: “Só faltou o Covas dizer que eu superfaturava os boletins...”

Colaboram: André Brito e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Estatais “dependentes” têm custo de R$ 17 bilhões

De acordo com o Relatório Agregado das Empresas Estatais Federais (RAEEF) da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, do Ministério da Economia, está embutido no custo bilionário …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Eleição durante pandemia foi decisão irresponsável

O súbito aumento de casos da Covid-19 mostra que as eleições deste ano pandêmico de 2020 foram um erro grotesco, sob o ponto de vista sanitário. O Congresso e a Justiça Eleitoral apenas adiaram o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

País gasta R$ 101 bilhões só com pessoal de estatais

As 46 empresas estatais sob controle direto da União custam R$ 101 bilhões por ano aos pagadores de impostos e possuem mais de 448 mil funcionários. Os dados constam no Relatório Agregado das Empesas …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Oposição e ONGs tentam impor plano Lula ao governo

Uma espécie de “internacional socialista” saiu das catacumbas para se juntar a ONGs, que perderam o dinheiro fácil dos governos do PT a e influência, para usar o Supremo Tribunal Federal (STF) a fim …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Dilma quer bolada milionária da comissão de anistia

A ex-presidente cassada Dilma Rousseff tenta arrancar da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça “reparação” por haver pedido demissão do “cargo” de estagiária e de assistente técnica da …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Eleitor de Boulos é branco, rico e mora nos Jardins

A maioria dos eleitores do candidato Guilherme Boulos (Psol) reside em bairros de classe média alta, onde ele próprio viveu a maior parte de sua vida, ou bairros de elite como os Jardins, e, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

PT e PSDB são os gigantes que encolhem domingo

PSDB e PT, que já foram considerados gigantes, saem encolhidos das eleições de 2020. Há quatro anos, o PT conquistou 254 municípios já no primeiro turno, este ano despencou para 179, queda de mais de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Justiça eleitoral dá vexame e é a grande derrotada

Após um dia sem grandes surpresas, o primeiro turno das eleições deste ano ficou marcado como uma derrota da Justiça Eleitoral e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), responsáveis pela apuração e …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“Raposas” tomam conta do “galinheiro” das agências

A ideia de criar agências reguladoras foi pelo ralo, nos governos do PT, quando lobistas e políticos passaram a indicar seus representantes para direção nas agências. Hoje, a frase “raposa …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Militância agrava crise chamando Mourão de traidor

O “bolsonarismo” começou a radicalizar contra o vice Hamilton Mourão, nas redes sociais e no Legislativo. Post do deputado Marco Feliciano (Rep-SP), um dos políticos mais ligados ao Presidente, diz …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados