search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Autoridades dos EUA interceptam envelope com veneno endereçado à Casa Branca

Notícias

Publicidade | Anuncie

Internacional

Autoridades dos EUA interceptam envelope com veneno endereçado à Casa Branca


Casa Branca (EUA) (Foto: Arquivo/ Agência Brasil)
Casa Branca (EUA) (Foto: Arquivo/ Agência Brasil)

Investigadores dos EUA interceptaram um envelope endereçado à Casa Branca que continha uma substância identificada como sendo a ricina, que é letal. A informação foi publicada pelo jornal The New York Times, com base em informações de uma autoridade informada sobre a apuração.

Não está claro em que momento antes de chegar à caixa postal da residência oficial do presidente dos EUA a correspondência foi interceptada, mas os investigadores acreditam que ela tenha sido enviada do Canadá, segundo a fonte ouvida pelo jornal americano.

A investigação agora tenta descobrir quem é o remetente e se outros envelopes foram enviados. De acordo com o New York Times, a Casa Branca ainda não comentou sobre o assunto.

A ricina é um resquício da produção do óleo de mamona, usado principalmente na indústria química, e não há antídoto contra sua ingestão.

Esta não foi a primeira vez que correspondências contendo a substância foram endereçadas à Casa Branca. Em 2013, um morador do Mississippi enviou cartas envenenadas para o então presidente Barack Obama e para o senador republicano Roger Wicker, que representava o estado, em uma tentativa de incriminar um rival.

Os envelopes foram interceptados em um local de triagem do sistema postal, a 6 km da residência oficial em Washington.

Já em 2014, a atriz Shannon Richardson foi condenada a 18 anos de prisão por enviar cartas intoxicadas com a ricina em maio de 2013 para diferentes pessoas, inclusive Obama e Michael Bloomberg, então prefeito de Nova York.

A substância também já fez parte, em 2011, do plano de quatro homens no estado da Geórgia para intoxicar agentes federais e estaduais em cinco cidades diferentes -eles foram detidos e condenados à prisão.

Naquele mesmo ano, autoridades americanas de contraterrorismo acompanhavam a possibilidade crescente de que a Al Qaeda usaria a ricina em ataques contra os EUA.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados