search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Arquibancada virtual...
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Arquibancada virtual...

Num dos últimos relatórios divulgados pela Sport Value, empresa brasileira especializada em finanças do esporte, lembro bem de ter percebido que Botafogo, Fluminense e Vasco apareciam entre os cinco clubes com maiores dívidas acumuladas em 2018. E que dois deles (Botafogo e Fluminense) estavam entre os 10 piores resultados financeiros naquele ano — 6º e 10º, respectivamente.

Por isso aguardo com certa ansiedade os balanços financeiros de 2019 destes clubes, que já deveriam ter sido publicados na última semana de março.

O adiamento da prestação de contas, conforme regra do Profut, se deu em função dos estragos da Covid-19. Mas este vazio impede que o torcedor tenha melhor noção de sua importância na vida do clube no pós-pandemia.

Porque, com arquibancadas fechadas, será fundamental reaprender a forma de como mostrar a paixão. Como fazer para que os clubes não caiam absurdamente de patamar, atolados no caos financeiros que já os atormenta?

O que já se sabe, por enquanto, é que a arrecadação em 2020 será uma das piores na história de todos eles. E justo num momento em que, aparentemente, alguns tentavam organizar a vida econômica.

Os balancetes de 2019 permitirão saber quais foram as rubricas mais rentáveis e o impacto sofrido por cada um deles com o fechamento das bilheterias. E com estes números será possível dimensionar a angústia dos dirigentes.

Uma coisa é certa: a saída estará no engajamento virtual. E, neste momento, os estrategistas de marketing dos clubes já traçam planos.

No último sábado, o Bahia já fez uma nova ativação tirando proveito da retransmissão do jogo contra o Fluminense, na semifinal do Brasileiro de 88. Vendeu bilhetes simbólicos, com réplica do tíquete da época, e movimentou a receita dos bares com combos virtuais agregados por parceiros.

Não teve os 110.348 torcedores da bilheteria real de 32 anos atrás, mas os 12 mil que compraram ingressos do jogo virtual avalizaram a ideia.

Mas vem novidade por aí. Preparem-se para jogar junto.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Outro infectado

O presidente do Flamengo Rodolfo Landim anunciou na tarde de segunda-feira (25), em entrevista ao canal Fox Sports, que o clube tem mais um vice-presidente infectado com o coronavírus. Não revelou o …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Jogo ensaiado

O movimento liderado pelos presidentes de Flamengo e Vasco, visando à quebra do isolamento social para seus jogadores de futebol, com o apoio da Federação de Futebol do Rio (Ferj), deu ontem mais um …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Mais uma baixa

Há também uma explicação financeira que justifica a pressa dos dirigentes do Flamengo na retomada dos treinos no Centro de Treinamento George Helal. O clube já recebeu a informação de que o banco Bs2 …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O pé na porta

Internacional, Grêmio e Atlético/MG já estão treinando em seus CTs desde a última segunda-feira. Na terça-feira, o Flamengo meteu os pés na porta, peitou estado e prefeitura, e pôs seus jogadores em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Treinos fantasmas...

A nova comissão técnica do Vasco nem bem assumiu o comando do time e já se vê em apuros com um antigo problema: a falta de pagamento dos salários. A coluna apurou que os jogadores já comunicaram que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Os recuperáveis

Longe dos olhos da crônica esportiva das principais praças do País, o gaúcho de Cruzeiro do Sul, Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Athletico/PR, passa a imagem de um …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O baixo-astral

O Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (IPIE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) vem se debruçando sobre o impacto da pandemia da Covid-19 no futebol. E um dos recentes trabalhos colheu …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Espírito Santo...

Por incrível que pareça, vem da Federação do Espírito Santo a decisão que deveria ser a mais sensata para a retomada do futebol no País. Segundo o jornalista capixaba Flávio Dias, a proposta do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Dura realidade

A demissão do ex-zagueiro Sebastião Leônidas, várias vezes campeão pelo Botafogo entre 1968 e 1970, gerou comoção e certa revolta com a atitude da diretoria alvinegra. Mas a falta de empatia, tão em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O ponto fraco

A venda dos direitos econômicos dos jogadores é, nos dias de hoje, uma das três maiores receitas correntes dos clubes de futebol — ao lado de patrocínios e dinheiro de bilheteria. E aqui é preciso …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados