search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Anastácio da Silva toma posse como procurador-geral do Ministério Público de Contas

Notícias

Política

Anastácio da Silva toma posse como procurador-geral do Ministério Público de Contas


Luis Henrique Anastácio da Silva toma posse como procurador-geral do Ministério Público de Contas (Foto: Reprodução/MPC-ES)
Luis Henrique Anastácio da Silva toma posse como procurador-geral do Ministério Público de Contas (Foto: Reprodução/MPC-ES)

A evolução na atuação institucional e o reconhecimento pela sociedade da importância do Ministério Público de Contas do Espírito Santo (MPC-ES) ao longo de quase dez anos de atuação foram destacados pelo procurador Luis Henrique Anastácio da Silva ao tomar posse para o cargo de procurador-geral do MPC-ES no biênio 2020/2021, nesta quinta-feira (13), em sessão especial realizada no auditório do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES).

O procurador destacou, antes da posse, que um dos pontos principais a serem focados em sua nova gestão serão os contratos de parcerias público-privadas realizadas por municípios do Estado.

"Neste momento vemos nitidamente as questões das parcerias público-privadas, as chamadas PPPs, que são contratos de longo prazo que demandam recursos financeiros vultuosos. Daremos maior atenção a esse tipo de contrato, e será um dos nossos enfoques".

Em seu discurso de posse, Anastácio da Silva narrou a trajetória do Ministério Público de Contas como instituição permanente, a partir da Constituição Federal, e como o órgão evoluiu nesses quase dez anos de existência no Espírito Santo.

“Das diversas interlocuções com a sociedade civil, da interação com os cidadãos, das dezenas de debates sobre problemas na Administração Pública, inicia-se uma instituição viva, concreta, transparente, com uma atuação difusa, o que trouxe reconhecimento de sua relevância pela sociedade”, ressaltou.

Anastácio da Silva também destacou as parcerias firmadas pelo MPC-ES nesse período com diversas outras instituições, convênios e, mais recentemente, a entrada no Fórum de Combate à Corrupção (Focco). Acrescentou, ainda, que durante esse período foram travados no Plenário do TCE-ES “duros embates” a partir da atuação do órgão ministerial, mas salientou que “sempre houve respeito e uma relação harmônica e independente” entre os membros do Ministério Público de Contas e os conselheiros do Tribunal de Contas.

Por fim, o novo procurador-geral do MPC-ES enfatizou a necessidade de diálogo institucional para trazer soluções, economicidade, eficiência e resolutividade às questões relativas à Administração Pública. Para isso, defendeu a necessidade de atuação preventiva como parte do novo conceito de Ministério Público de Contas, o qual exige resolutividade, transparência e integração.

“Um Ministério Público de Contas resolutivo tem, ainda, a marca da integração, do diálogo: interno e externo. Os complexos problemas da sociedade contemporânea raramente comportam soluções unilaterais e preconcebidas”, completou.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados