search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Alimentação na terceira idade
Nutridicas
Gabriela Rebello

Gabriela Rebello


Alimentação na terceira idade

Para alguns, apenas a terceira idade, para outros, a “melhor idade”. Passar dos 60 anos é a certeza de que o tempo corre rápido, mas, principalmente, que também é hora de aproveitar cada momento da vida. Por isso, para curtir essa fase de forma plena e saudável, é preciso estar atento aos hábitos do cotidiano e preparar um cardápio especial com as necessidades nutricionais específicas dessa faixa etária.

O envelhecimento é um processo biológico natural, inevitável, em que o corpo passa por mudanças, mas, em virtude da idade, já sem a mesma força de outros tempos.

Por isso, manter hábitos saudáveis é tão importante para auxiliar os processos do organismo, que passa a trabalhar mais lentamente e, muitas vezes, desequilibrado.

Sei que muitos chegam aos 60 anos bem jovens, mas a alimentação precisa receber atenção da mesma forma! Mas quais alimentos devem ser introduzidos no cardápio? O que não deve ser consumido?

De início respeite os limites de fome e saciedade que o seu organismo emite. Não existe regra quanto aos horários das refeições. O autoconhecimento é extremamente importante, mas vale observar, nada de forçar um jejum e querer comer as paredes na próxima refeição, ok?

Evite consumir alimentos que sejam industrializados, pois são ricos em gorduras ruins, conservantes, corantes, açúcares e sódio, pois diminuem a absorção de nutrientes pelo corpo, o que acaba dificultando o bom funcionamento do metabolismo.
Ah! E fique atento!

- Garanta o feijão com arroz no prato de cada dia ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e dá energia.

- Consuma diariamente duas porções de leite e/ou derivados. Seus ossos agradecem.

- Escolha um lugar agradável para se alimentar. Ambientes limpos, tranquilos e arejados conferem maior conforto, segurança e autonomia. Impactam na autoestima, no preparo das refeições e no prazer à mesa.

- Coma devagar e mastigue bem os alimentos. Respeite os sinais de seu organismo. Se tiver limitações para mastigar e engolir, adapte a forma de preparo, a consistência, a textura, o tamanho dos alimentos e a quantidade ingerida. Moer, ralar, picar em pedaços menores pode ser alternativas viáveis para facilitar o consumo.

- Inclua frutas, legumes e verduras na sua alimentação. Além de ricos em vitaminas, minerais e fibras, o consumo desses alimentos diminui o risco de várias doenças e auxiliam a função intestinal. Aproveite para comprá-los na safra com menor custo!

- Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite o fumo.

- Beba água. É a melhor hidratação para seu corpo. Diminua bebidas açucaradas (como refrigerantes e sucos industrializados) e alcoólicas. Aromatizar a água com hortelã ou frutas, como rodelas e cascas de laranja ou limão, é uma boa pedida!

E já que domingo, dia 26, comemoramos o Dia dos Avós, leitores de Nutridicas parabéns pelo seu dia. Obrigada por compartilhar as suas experiências e conhecimentos.
Encontro vocês na próxima semana!

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados