search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ajuda, Mané!
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Ajuda, Mané!

O Botafogo venceu um dos últimos 12 confrontos com o Santos – 2 a 0, em jogo disputado no Nilton Santos, pelo Brasileirão de 2017. E como visitante teve só oito triunfos em 48 no clássico que talvez seja o mais nostálgico do nosso futebol.

Ainda assim, a três dias dos 38 anos da morte do lendário e inesquecível Mané Garrincha, sinto na atmosfera da partida de hoje na Vila Belmiro um ambiente saudável para que o time do técnico Eduardo Barroca pavimente o caminho para a desacreditada permanência do clube na Série A do Brasileiro.

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Não é o mais provável, eu sei. Mas, em função do momento do Santos, com desfalques importantes e mais ligado na final da Libertadores do próximo dia 30, no Maracanã, não há porque desacreditar.

O trabalho de Barroca tem resultados que não se associam ao desempenho, fato que, a bem da verdade, já ocorria antes mesmo do retorno dele. Mas, sob o comando do jovem treinador, o time ganhou organização e teve atuações que poderiam ter valido pontos importantes no efeito psicológico dos jogadores.

Falhas
As derrotas para o Flamengo (1 a 0) e Internacional (2 a 1) minaram a corrida da recuperação anímica de um elenco tecnicamente ruim que sofreu ao longo do Brasileirão com os mais variados problemas: desde os temas relacionados à gestão no futebol aos equívocos dos árbitros.

Não fosse o erro de Marcinho que originou o gol de Everton Ribeiro no clássico carioca, e a falha bizarra e infantil de Kevin no gol da vitória colorada marcado por Yuri Alberto, o time não teria se abatido tanto, psicologicamente nos últimos jogos.

Na competição por pontos corridos, a soma de pequenos detalhes, positivos ou negativos, forjam o perfil de um time e mudam o rumo da competição. Principalmente em ano tão diferente, como tem sido este 2020/21.
O Botafogo tem nove jogos a fazer e 27 pontos a disputar. Sua missão agora não é lamber as feridas ou discutir sobre o que deveria ter feito.

O afastamento de indolentes e descompromissados, com aproveitamento dos mais saudáveis renova a esperança para este embate estratégico.

Independentemente da pontuação dos demais, o time de Eduardo Barroca deve se concentrar nos detalhes de cada confronto e nos aspectos de seus adversários.

O perde-e-ganha da parte de cima mostra que a distância entre o melhor e o pior tem sido encurtada pela melhor capacidade física e emocional dos jogadores. E neste janeiro do calor infernal, pode mais quem cansa menos.

Enfim, espero que neste embate com os santistas, os alvinegros possam evocar a energia dos tempos de Mané e Nilton Santos. Não custa tentar...

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas Impressões...

A temporada de 2020 ainda não terminou para Grêmio e Palmeiras que ontem fizeram a primeira das duas partidas que apontarão o campeão da Copa do Brasil. Mas a temporada 2021 já começou em vários …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O comando...

Rogério Ceni ficará no Flamengo para mais uma temporada de vitórias. E não sei porque ainda levantam suspeitas sobre seu futuro no clube. Afinal, antes mesmo da conquista do bicampeonato …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Octa danado

A conquista do oitavo título Brasileiro do Flamengo não deve ser analisada de forma isolada, com base no desempenho do time na derrota de 2 a 1 para o São Paulo, no Morumbi. Tampouco com o rali …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Fica a dica

Levou pouco mais de 20 anos para a CBF, criada em 1980, assumir, em definitivo, que o futebol brasileiro devesse ter um campeonato nacional por pontos corridos, reunindo apenas 20 clubes e procurando …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

É plenamente compreensível a euforia dos torcedores do Flamengo com a vitória que coloca o time na liderança da Série A do Brasileiro a uma rodada do término. O oitavo título depende de uma …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

DNA de vencedor...

O saldo do Flamengo é dos mais positivos – à altura do elenco montado com o investimento inicial superior a R$ 200 milhões. E essa balança favorável entre expectativa e realidade é o que faz do time …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Sem saída...

Dissidências políticas, conluios para o esvaziamento da diretoria administrativa, discussão sobre o processo eleitoral, torcedores se enfrentando nas redes sociais na defesa dos cartolas de estimação…


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Aspirante tricolor...

A campanha do Fluminense no Brasileirão, disputando com São Paulo e Atlético/MG uma vaga no G-4, consolida a filosofia do seu departamento de futebol, que sofreu com os impactos financeiros trazidos …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

Faz tempo que alerto aqui para a necessidade de a CBF “ajustar” os parâmetros no relacionamento entre árbitros e clubes para, no mínimo, mitigar os possíveis problemas (perfeitamente compreensíveis) …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Concentração e reza forte...

O Flamengo foi o único dos 20 clubes da Série A que somou dez pontos nas últimas quatro rodadas do Brasileiro. E essa arrancada iniciada com a maratona de jogos fora do Rio de Janeiro indica que …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados