search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Advogado e professor Thiago Fabres morre aos 42 anos

Notícias

Cidades

Advogado e professor Thiago Fabres morre aos 42 anos


O advogado criminalista e professor de Direito da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Thiago Fabres de Carvalho, 42 anos, morreu nesta quarta-feira (26) após sofrer um enfarte. De acordo com um parente, Thiago estava em casa, na Praia da Costa, Vila Velha, quando passou mal.

Familiares relataram que ele se sentiu mal em casa com dor no peito e falta de ar e foi dirigindo até ao Hospital Praia da Costa ao lado da namorada. Ao chegar lá, ainda no estacionamento, passou mal e desmaiou no carro. Foi socorrido ali mesmo, mas os médicos não conseguiram salvá-lo, pois apontaram um enfarte fulminante.

Professor Thiago Fabres de Carvalho (Foto: Reprodução / Instagram)
Professor Thiago Fabres de Carvalho (Foto: Reprodução / Instagram)
O velório será nesta quarta-feira (26) a partir das 22 horas, no Parque da Paz, na Ponta da Fruta, em Vila Velha, e o corpo será cremado na quinta-feira (27) à tarde no mesmo local.

O governador do Estado, Renato Casagrande, decretou luto de três dias. Pelo Twitter, ele publicou: "Recebi com surpresa e pesar a notícia do falecimento do Dr. Thiago Fabres de Carvalho. Professor, advogado renomado na militância criminal, Thiago era também membro do Conselho Estadual de Ética. Nosso reconhecimento pelo tempo em que contribuiu com o Estado. Sentimentos à família."

Também decretou luto de três dias a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Seccional Espírito Santo. O presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho, divulgou nota em suas redes sociais lamentando a morte precoce de Thiago Fabres.

Na publicação, ele declara estar consternado com a tragédia. "Coube a mim decretar luto oficial pela Seccional da Ordem dos Advogados do Estado do Espírito Santo e desejar força e fé aos familiares".

Thiago Fabres era pós-doutor em Criminologia na Universität Hamburg. Doutor e Mestre em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Ele realizou estágio de Doutoramento na Universidade de Coimbra (2006) e era professor Adjunto de Direito Penal e Criminologia e do Programa de Pós-Graduação em Direito Processual da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Tinha experiência na área de Direito, com ênfase nas Ciências Criminais, Filosofia do Direito, Sociologia Jurídica e Teoria do Direito e do Estado, atuando principalmente nos seguintes temas: criminologia, direito penal, processo penal, segurança pública e teoria do direitos fundamentais e democracia.

A Ufes divulgou a morte de Fabres em seu site, com a seguinte nota: "Com pesar, informamos o passamento de nosso brilhante colega, Thiago Fabres de Carvalho. Jovem criminalista com formação de excelência que engrandeceu nosso Programa de Pós-Graduação quando passou a integrar seu corpo docente permanente. Todos os colegas do PPDGIR e do Departamento de Direito da Universidade Federal do Espírito Santo estão consternados com o corrido."

Nas redes sociais de Fabres, amigos mandaram mensagens de conforto à família do advogado. Uma delas diz: "Meus sentimentos a toda a família. Uma perda irreparável!". Outra declarou: "Deus conforte a família e amigos. Vai em paz guerreiro."


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados