search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Adolescente motivo dos ataques exibia fotos e vídeos com armas

Notícias

Polícia

Adolescente motivo dos ataques exibia fotos e vídeos com armas


Caio Matheus tinha 17 anos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Caio Matheus tinha 17 anos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
A morte do adolescente Caio Matheus Silva Santos, 17 anos, foi o motivo que levou aos ataques na manhã desta sexta-feira (14) em diversos bairros de Vitória. A confirmação é de um primo de Caio.

“Caio era um moleque, um cara bom”, declarou Mateus Sodré, primo do adolescente, à reportagem de A Tribuna.

A declaração de Mateus foi dada na porta do Departamento Médico Legal (DML), em Vitória, à tarde, enquanto aguardava para fazer o reconhecimento e a liberação do corpo para sepultamento.

Caio foi morto pela manhã durante uma operação da Polícia Civil no Complexo da Penha para cumprimento de mandado de prisão. Houve confronto entre bandidos e policiais e o adolescente acabou baleado. A polícia ainda não informou se o tiro que atingiu o menor partiu de algum policial.
Mas o primo do adolescente disse que a família culpa a polícia pela morte de Caio. “Vamos comprovar que não teve reação de ninguém”, declarou Mateus.

Diversas fotos de Caio portando armas circulam pelas redes sociais desde o momento do crime e, ao ser questionado sobre o envolvimento do adolescente com o crime, Mateus apenas declarou: “Ele gostava de aparecer”. Caio morava no Bairro da Penha, em Vitória. 

Mateus estava no DML acompanhado do pai do adolescente, que não quis dar declarações alegando que não morava com o filho.

A mãe de Caio, segundo Mateus, está grávida de 7 meses e não teve condições de ir ao DML porque, abalada com a morte do filho, precisou ser medicada.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados