search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Acusados de tráfico são presos por matar rivais para controlar o crime em Guarapari

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Acusados de tráfico são presos por matar rivais para controlar o crime em Guarapari


 (Foto: Divulgação/PMES)
(Foto: Divulgação/PMES)

Dois homens foram presos durante uma operação policial que aconteceu na madrugada desta quarta-feira (3), em Guarapari.

Os acusados, de 36 e 25 anos, são apontados pelas investigações da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), como executor e mandante do assassinato ocorrido em dezembro, e de ter ligação com o tráfico.

“Conseguimos identificar os indivíduos envolvidos no homicídio ocorrido no dia 12 de dezembro de 2020 no bairro Jabaraí. O Gato Seco, como era conhecido, foi morto pela disputa do tráfico ilícito de drogas. Identificamos o mandante do fato, e também os executores”, explica o delegado titular da DHPP, Franco Malini.

A vítima Nilton Pereira dos Santos, de 31 anos, conhecido como Gato Seco, foi morta a tiros no bairro Portal Club, com seis tiros.

O mandante do crime seria, segundo o delegado, o rapaz de 25 anos, preso nesta quarta (3), e os executores seriam o de 36 e um adolescente de 17, que foi morto na última segunda-feira (1°), no bairro Portal. Antes de ser morto, Ruan Oliveira Bianchi chegou a ser ouvido pela polícia e confessou o crime.

“O menor de idade é muito conhecido pelas forças policiais de Guarapari porque desde novo vem praticando atos ilícitos, inclusive dois homicídios investigados pela DHPP. Ele esteve aqui e confessou a autoria, mas puxou para si para se aproveitar das suas condições de menor de idade, e para não envolver seus comparsas. No dia que ele confessou os crimes não estava em estado de flagrante, por isso não foi apreendido”, explicou Franco.

O delegado esclarece que as mortes são investigadas pela disputa do tráfico de drogas no bairro Portal.

“O bairro está sem comando, e as mortes são em decorrência do domínio do tráfico na região. O menor de 17 anos foi executado há dois dias. Pode ser uma retaliação por conta desse homicídio anterior. Assim como no homicídio de dezembro, essa retaliação também terá a mesma resposta pelas forças policiais”, concluiu o delegado.

Operação conjunta

A operação policial foi deflagrada pelas Polícias Civil e Militar, na madrugada desta quarta-feira (3), e contou com a presença de 18 policiais, em cumprimento de mandado de prisão temporária e de busca e apreensão.

Um dos alvos foi localizado em sua residência no bairro Jabaraí e após tentar fugir, foi detido. Na casa, foi encontrado uma pistola calibre 9mm, 25 munições do mesmo calibre, carregador com capacidade para 15 munições, R$ 1.138 em dinheiro, além de cinco aparelhos celulares, dois pen-drives e um coldre velado (pochete para esconder arma).

Os detidos foram encaminhados para a delegacia da cidade juntamente com todo material, e serão levados para o CDP de Guarapari nesta quinta-feira (4).

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados