search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Acusado de matar a ex-mulher foi ao enterro e abraçou família da vítima

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Acusado de matar a ex-mulher foi ao enterro e abraçou família da vítima


Thiago Cruz foi preso pela polícia nesta segunda-feira (Foto: Reprodução / TV Tribuna)
Thiago Cruz foi preso pela polícia nesta segunda-feira (Foto: Reprodução / TV Tribuna)

A polícia e familiares ainda buscam entender os motivos que possam ter levado à morte a comerciante Vivian Lima de Almeida, de 29 anos. O corpo da mulher foi encontrado enrolado em um tapete na casa dela, no bairro Araças, em Vila Velha, no último dia 28 de julho.

Ex-marido de Vivian e principal suspeito do crime, Thiago Cruz foi preso nesta segunda-feira (03). Ele nega as acusações, mas a polícia diz ter provas contundentes que ele é o autor do crime.

Nesta terça-feira (04), em entrevista à TV Tribuna / SBT, a irmã de Vivian, Gláucia Lima, disse estar surpresa com a frieza do acusado do crime, que chegou a participar do enterro da vítima. "Ele viu o nosso sofrimento. Abraçou a gente, a minha mãe e disse 'A gente vai estar aqui para ajudar um ao outro'", disse.

Vivian tinha 29 anos (Foto: Reprodução)
Vivian tinha 29 anos (Foto: Reprodução)
Gláucia contou que esteve na delegacia, nesta segunda-feira, para buscar o filho do casal, de 8 anos. Ela conta que a família não desconfiou do ex-companheiro de Vivian. "Ele estava de costas na delegacia, chorando e negando tudo. No enterro, eu disse: 'Temos que procurar quem fez isso, investigar as amizades', e ele estava do meu lado, ouvindo tudo, em silêncio", contou.

Segundo a irmã, Vivian nunca fez qualquer menção sobre um "relacionamento conturbado" com Thiago.

Nesta segunda, o suspeito foi chamado à delegacia com a perspectiva de que o filho pudesse ser ouvido e apontar detalhes sobre o que poderia ter acontecido no dia do crime ou ajudar informando sobre como era o relacionamento entre os pais. No entanto, durante o depoimento, a Justiça emitiu o mandado de prisão temporária contra Thiago.

"Eles já não eram companheiros há quatro anos. Eles, inclusive, já tinham uma nova vida: ela chegou a ter uma namorada e ele estava noivo de outra pessoa. Ainda é prematuro dizer que é um feminicídio, mas temos provas contundentes", afirmou a delegada da Polícia Civil e titular da Delegacia de Homicídios e Proteção às Mulheres, Raffaella Aguiar.

Ainda segundo a polícia, o local do crime estava marcado por "extrema violência" e a vítima "teria sofrido muito para morrer". No dia do crime, a reportagem da TV Tribuna / SBT mostrou que, ao lado da casa em que Vivian morava, havia câmeras de segurança. A polícia analisou estas imagens e encontrou a imagem de Thiago entrando e saindo da casa por duas vezes.

"Ele nega que tenha cometido o crime, mas vamos coletar mais provas durante o período de prisão temporária. Vamos tentar descobrir a motivação do crime. Ele era uma pessoa acima de qualquer suspeitas", explicou a delegada. 

Entenda o caso

A polícia prendeu o acusado de matar a comerciante, de 29 anos, que teve o corpo encontrado enrolado em um tapete, no dia 28 de julho, no bairro Araças, em Vila Velha. O homem, que foi preso nesta segunda-feira (3), é ex-marido da vítima e pai do filho dela, de apenas 8 anos.

Vivian Lima de Almeida havia se mudado para casa no dia 25 de julho, onde estava morando com a criança. Vizinhos da vítima informaram que não a conheciam e ainda contaram que não ouviram disparos, nem gritos. Eles só souberam do fato quando a irmã de Vivian chegou chorando na casa.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados