search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Acusado de golpe de cura e milagres é solto pela Justiça

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Acusado de golpe de cura e milagres é solto pela Justiça


 (Foto: Polícia Militar)
(Foto: Polícia Militar)

O acusado de aplicar golpes de cura e milagre em Santa Maria de Jetibá recebeu um alvará de soltura da Justiça nesta segunda-feira (14). O falso curandeiro foi preso no último sábado (12).

De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), o estelionatário havia dado entrada no Centro de Detenção Provisória de Aracruz nesta segunda-feira (14).

Ele é acusado de vender medicamentos fitoterápicos, fazendo orações, inventando visões e prometendo a cura e milagres em troca de dinheiro.

O falso curandeiro foi detido por policiais militares após denúncias anônimas enquanto estava orando por uma vítima do golpe. Ao receber o pagamento de mais de R$ 4 mil, os militares deram voz de prisão ao acusado.

A Polícia Civil informou que o acusado foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato.

Em nota enviada na manhã de quarta-feira (26), a Prefeitura de Laranja da Terra informou que "inicialmente, cumpre informar que o Município de Laranja da Terra, até o presente momento, não foi notificado sobre à prática de qualquer ato delituoso que envolva servidor público integrante do seu quadro de servidores. Sobre os fatos supostamente por ele praticados, informamos que não dizem respeito ao exercício de suas funções públicas junto à municipalidade, razão pela qual o Município de Laranja da Terra aguardará o desenrolar de eventual investigação e/ou processo judicial instaurados e/ou notificação das autoridades competentes, a partir de quando poderá analisar a existência de possíveis causas de responsabilização administrativa/disciplinar".

Matéria atualizada às 12h45 de quarta-feira (16).


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados