search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Acusado de agredir Henri Castelli diz que ator bateu primeiro

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Famosos

Acusado de agredir Henri Castelli diz que ator bateu primeiro


O ator Henri Castelli desabafou em uma rede social ao contar sobre a agressão que sofreu no último dia 30 de dezembro em Alagoas (Foto: Divulgação/ Instagram)
O ator Henri Castelli desabafou em uma rede social ao contar sobre a agressão que sofreu no último dia 30 de dezembro em Alagoas (Foto: Divulgação/ Instagram)
O advogado dos acusados de agredir o ator Henri Castelli no dia 30 de dezembro, em Alagoas, afirmou que os clientes reagiram após o ator começar a agressão.

Em entrevista ao Extra nesta quarta-feira (13), o advogado Lucas Doria relatou a versão dos empresários Guilherme Aciolly e Bernardo Malta. A confusão começou na casa de shows Café de la Musique, que é de Malta.

"Ele (Castelli) adorou a festa que aconteceu no dia 29 de dezembro. No dia 30, foram cedidos para ele 15 ingressos para uma outra festa no Café de la Musique. Ele foi e a festa não estava tão badalada. Ele saiu e foi para Barra de São Miguel, na Marina, onde estava acontecendo uma outra festa”, disse a defesa.

Castelli teria reclamado com Malta que a festa não estava legal. "Bernardo conversou com ele, mas Henri estava alterado e os dois discutiram. Foi aí que Castelli deu um soco que atingiu Guilherme, que só revidou. Henri tentou agredir o Bernardo, o soco pegou no amigo Guilherme, que estava com ele no local. Esse amigo reagiu de forma instintiva. Recebeu um soco e deu outro logo em sequência”, afirmou o advogado para o Extra.

Entenda o caso

No começo da semana, o ator usou as redes sociais para contar que havia sido agredido.

"Foi muito triste o que aconteceu comigo. Eu fui agredido covardemente, sem chance de me defender. Eu estava com alguns amigos e, do nada, fui puxado pelas costas, jogado no chão e fui agredido, vítima de socos e chutes no rosto", contou Castelli.
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados