search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A segunda pele
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


A segunda pele

A diretoria do Vasco já decidiu que o time em 2020 terá um outro fornecedor de material esportivo.

E a nova marca é uma velha conhecida dos cruz-maltinos: a italiana Kappa, grife que vestiu os vascaínos entre 1995 e 2000, fase mais gloriosa dos últimos anos, com as conquistas dos títulos do Brasileiro de 1997 e 2000, Carioca e Libertadores de 1998, Rio-São Paulo de 1999 e Mercosul de 2000. As conversas estão adiantadas, mas só serão oficializadas após o distrato com a Diadora.

Como informei na última coluna, o contrato em vigor prevê redução da multa rescisória no último ano de vigência. E o Vasco irá aguardar a virada do ano para negociar o distrato e firmar com seu novo-antigo fornecedor. A marca no Brasil já veste Botafogo, Vitória/BA, e Botafogo/SP.

Consolidada

A grife italiana, que luta para ser consolidar como a terceira maior do segmento, atrás de Adidas e Nike, é representada no Brasil pela SPR, empresa cujo principal segmento, até há alguns anos, era a gestão de franquias esportivas de clubes como Corinthians, São Paulo, Internacional, Cruzeiro, Botafogo e o próprio Vasco.

Namoro
O grupo investiu na montagem de um parque industrial de 4,5 mil metros quadrados em Extrema, no interior de Minas, no fim de 2012, e fechou a representação da marca italiana no Brasil em 2013, com contrato até 2022.

O namoro com os vascaínos vem desde o início da nova gestão, lembrando que o contrato com a Diadora foi assinado pelo ex-presidente Eurico Miranda — já falecido — no final de 2017, a poucas dias do término de seu último mandato.

Flamengo 2020

A diretoria rubro-negra já percebeu que as conquistas do Brasileirão e da Libertadores trarão desconforto — e não me refiro apenas aos casos do técnico Jorge Jesus e do artilheiro Gabriel Barbosa, que ainda não selaram a permanência para a próxima temporada.

Falo dos casos de jogadores que, mesmo com contrato em vigor, já ensaiaram o desejo de ampliação do acordo em novas bases — prática comum em equipes de sucesso.

Não vou citar nomes, mas ao menos representantes de dois titulares do elenco já manifestaram o desejo de rever os casos de seus atletas após o Mundial de Clubes. A prioridade do clube, no entanto, é a permanência do técnico português e um novo acordo com Gabigol.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Como espetáculo, ficou claro que o confronto entre os dois campeões nacionais de 2019 teria de ter sido jogado no mesmo ano. Porque embora seja uma bela alternativa para a abertura da temporada …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Pedra no sapato

O Flamengo disputa na manhã de hoje, contra o Athletico, em Brasília, o primeiro dos três troféus que tem para erguer nas próximas duas semanas — a saber: a Taça Guanabara, no sábado, e a Recopa …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Paixão e orgulho

Dois jogos num só, no Fla-Flu da semifinal da Taça Guanabara na noite chuvosa da quarta-feira, no Maracanã. O Flamengo venceu o primeiro tempo por 2 a 0, com gols em oito minutos, e um repertório de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Em busca de outro patamar

Quase 40 dias após o início da temporada de 2020 no futebol brasileiro, apenas um treinador comandou o time mais vezes do que Odair Hellmann — Guto Ferreira já fez oito jogos à frente do Sport, por …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Nenhum dos quatro primeiros clássicos do Estadual do Rio serviu para aferir o quanto os times estão prontos para serem cobrados pela qualidade do futebol que produzem. Mas, cá pra nós: alguém …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O vírus da paixão

O futebol é apaixonante e, justamente por cegar seus adoradores, exige esforço para que se entenda a lógica construída pelos resultados e se aceite as verdades impostas pela massa. Como o caso …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

É triste ver a mediocridade do futebol praticado pelos clubes cariocas — excetuando-se o Flamengo que, até aqui, tentou ao menos exibir ideias de jogo coletivo mais bem trabalhadas. Tudo bem que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Símbolo da nova era

Impossível desassociar a compra dos direitos econômicos de Gabriel Barbosa à chegada de Romário ao mesmo Flamengo, em 1995. Primeiro pelo fato de o acordo ter sido fechado na noite do dia 27 de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O futebol em um domingo triste

O desaparecimento de um ídolo do esporte como Kobe Bryant, estrela da NBA, em tragédia fartamente noticiada na mídia mundial, deu um tom amargo à rodada do futebol no final de semana. Ainda mais em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Invictus

Jorge Jesus e João de Deus, por certo, estão satisfeitos com a atuação dos “miúdos” rubro-negros no 1 a 0 sobre o Vasco dessa quarta-feira. Os dois estavam no Maracanã e viram de perto que o Flamengo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados