search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A luta por Dome
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


A luta por Dome

Menos da metade dos 20 clubes que disputam a Serie A do Brasileiro já trocaram de treinador depois de estrearem na competição. Para ser mais preciso, apenas nove não mudaram o comando. Coincidência ou não, seis deles ocupam as primeiras colocações na tabela de classificação, o que sempre provoca boa discussão. Ainda mais ao final da primeira metade da disputa.

É impossível garantir que a simples manutenção do treinador seja meio caminho andado para o bom desempenho do time, mas já existem trabalhos sobre o tema, realizados por cientistas da Universidade do Esportes de Colônia, na Alemanha, indicando que a mudança durante o Brasileiro não traz, necessariamente, melhora significativa no desempenho.

Marcos Braz, o vice de futebol do Flamengo, se escora neste sentimento para refutar a pressão dos que tentam lhe convencer de que o trabalho de Domènec Torrent deva ser descontinuado.

Ainda em recuperação da Covid-19 que compromete 20% dos seus pulmões, ele avalia que os resultados obtidos estão “mais ou menos dentro das expectativas” da cúpula do futebol.

“Espero não ter que participar mais desta festa”, brinca o dirigente, lembrando que 15 dos 20 clubes da Série A trocaram de treinador neste ano – incluindo o Flamengo.

A diferença é que a saída de Jorge Jesus foi voluntária e deixou o clube com a difícil missão de entregar o cargo a um técnico capaz de produzir um aproveitamento de 92,9% dos pontos disputados.

E diferente, também, da experiência do Botafogo com Paulo Autuori, que tinha aproveitamento de 42,4%, e do Vasco com Abel Braga e Ramon, que deixaram o cargo com 45% e 56,2%, respectivamente.

Domènec somou 64,7% dos pontos disputados pelo Flamengo, superando percalços gerados pela contaminação em massa do elenco pelo coronavírus e o calendário desumano.

O time conseguiu 13 dos 15 pontos (86,6%) disputados nos cinco confrontos feitos nos últimos onze dias e isso, para o dirigente, neste momento, é mais importante do que as mensagens com críticas às atuações do Flamengo.

O ano é atípico, os jogadores agora servem também à Seleção, e o desempenho pôs o clube na disputa pela liderança da primeira metade da competição.

Mas, pelo o que percebo, se o time não vencer o Corinthians hoje, em Itaquera, nem os pesquisadores da Universidade de Colônia conseguirão aplacar a insatisfação dos rubro-negros com os conceitos de Domènec.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas Impressões...

O final de semana não poderia ter sido melhor para as pretensões do Flamengo, no traumático pós-eliminação da Copa do Brasil. Todos os principais concorrentes na parte de cima da tabela do Brasileiro …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Drama em preto e branco...

De volta ao oceano das incertezas, Vasco e Botafogo precisam construir rotas mais seguras na travessia deste mar revolto que costuma ser o returno do Brasileirão. Porque senão suas embarcações irão a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Ofensa ao esporte...

O veto do argentino Martin Benitez, por Covid-19, horas antes do empate de ontem entre Vasco e Fortaleza, é mais uma prova de que o protocolo de testagem da CBF não é seguro. Os vascaínos fizeram a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A outra Copa...

Superar o São Paulo esta noite, no Morumbi, e seguir firme na caminhada pelo título da Copa do Brasil é importante para o Flamengo – claro. Mas não apenas pelo aspecto lúdico de poder gritar "é …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

A rodada marcada pelo excessivo número de jogadores afastados dos gramados pela contaminação com a Covid-19 ganhou destaque pela recuperação dos clubes paulistas que lutam na parte de cima da tabela. …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Vivam as diferenças!

Em abril deste ano, em palestra por videoconferência organizada pela Associação Uruguaia de Treinadores de Futebol (Audef), o venezuelano César Farias, técnico da seleção boliviana, elogiado pelo …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Nau à deriva...

O Vasco entrou numa espiral tão perigosa na reta final de seu processo eleitoral que a única notícia boa em meio à avalanche de fatos ruins que desabou sobre os vascaínos acabou sendo a decisão do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Rodada trágica para os cariocas. O Flamengo foi goleado, de novo. Fluminense e Vasco foram derrotados em casa. E o Botafogo perdeu um jogo com gol de pênalti na última bola. Uma abertura de returno …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O ponto fraco

Apesar de dez clubes não terem jogado as 19 partidas do turno, o returno do Brasileiro começa com três cariocas fazendo confrontos dos mais interessantes. O jogo entre Vasco e Palmeiras, com o duelo …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O Vasco arde...

Doze grandes clubes do futebol brasileiro (onze da Série A e um da B) têm eleição presidencial marcada para este final de ano. Mas o Vasco surge, de novo, como um dos cenários mais complexos para …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados