search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A Lei Geral de Proteção de Dados e as informações de passageiros
Tribuna Livre

A Lei Geral de Proteção de Dados e as informações de passageiros

Muito se tem falado sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em 2018 pelo então presidente Michel Temer, que passou a vigorar em 18 de setembro deste ano. A lei se pauta nos direitos fundamentais de liberdade e privacidade, previstos na Constituição Brasileira, para determinar as regras sobre armazenamento, uso e coleta de dados.
Embora não seja tão nítido, a LGPD interfere em diversos setores econômicos, principalmente nos de serviço, e o transporte coletivo de passageiros é um dos que estão intimamente ligados à nova legislação.

A LGPD fará ser necessário realizar mudanças nas empresas que trabalham com os dados dos passageiros durante suas operações. E isso inclui qualquer tipo de informação, que vão de horários e rotas a dados de cadastro, como nome completo, telefone ou e-mail. A legislação prevê responsabilização e multa para aquelas empresas que não observarem e adotarem suas especificações, que passarão a ser aplicadas já em 2021.

É fato que a discussão ainda está em estágio inicial e necessita de uma aplicação concreta da lei para trazer conclusões assertivas e fechadas sobre os impactos no setor de transporte de passageiros, principalmente no âmbito público.
A tendência é a de que o tema ganhe mais maturidade ao longo dos próximos meses, mas por enquanto, é possível imaginar o que vai mudar. No geral, é preciso que as empresas de transporte alterem as exigências para uso, armazenamento e compartilhamento de informações dos passageiros.

E isso pode ser enxergado como uma oportunidade de migrar a empresa para o futuro digital, já que será viabilizada a construção de um ambiente de inteligência de dados mais preparado. Esse novo espaço traz, como consequência, dados importantes para que seja possível gerar melhores resultados para as empresas e um transporte mais eficiente e coerente com a realidade de seus usuários.

Você deve estar se perguntando se é necessário que as empresas adotem de imediato novas práticas e a resposta é não. Para que haja de fato essa migração para o digital e os passageiros e empresas se beneficiem com a regulação proposta pela LGPD é fundamental que o primeiro passo seja uma série de providências tomadas.

Entre elas, estão uma preparação cuidadosa, que inclui a revisão de procedimentos de diversos setores, e, posteriormente, a realização de investimentos em tecnologia, equipamentos e consultoria. Em resumo, a lei exige que os usuários tenham clareza em relação ao uso de suas informações. Ou seja, será preciso que os passageiros saibam as formas de coleta, armazenamento e uso de seus dados.

Cabe, agora, ao setor de transporte coletivo de passageiros usar a LGPD a seu favor, encontrando nas exigências da legislação oportunidades para evoluir, modernizar e oferecer soluções melhores e mais personalizadas para aqueles que usam o transporte público diariamente.

Jaime de Angeli é secretário geral do Setpes
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Nova proposta na Câmara sobre prisão em segunda instância

Está em tramitação, na Câmara dos Deputados, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 199/19 sobre prisão após segunda instância. O Código de Processo Penal (CPP), em 2011, sofreu radical …


Exclusivo
Tribuna Livre

Nova lei facilita a recuperação judicial de empresas

Sancionada pelo Presidente da República no dia 24 de dezembro de 2020, a Lei 14.112 passará a vigorar a partir do próximo dia 23 de janeiro. A nova legislação visa a atualizar as regras relativas à …


Exclusivo
Tribuna Livre

Apoio e dedicação são aliados na batalha contra o câncer

O diagnóstico de uma doença grave traz consigo uma diversidade de sentimentos confusos e de forte impacto emocional, não apenas para o paciente como também para familiares e pessoas mais próximas. É …


Exclusivo
Tribuna Livre

Viagens de ônibus mais seguras e sustentáveis

O Espírito Santo é um estado marcado intimamente pela presença do modal rodoviário. A conexão entre os municípios capixabas, aquela que une cada ponto do Estado, é feita pelo modal rodoviário. Hoje, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Novas tendências no atendimento ao cliente na internet

A transformação digital é assunto que continua pautado em 2021. Isso porque a pandemia fez explodir a necessidade das empresas de estar próximo dos clientes, mesmo em um período de isolamento social. …


Exclusivo
Tribuna Livre

A pandemia da Covid e a utopia do filme “Independence Day”

Quando eu tinha 16 anos, um filme me marcou de maneira muito específica, onde o mundo se unia para combater uma ameaça extraterrena, a produção era o Independence Day. Ao contrário da maioria, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Vacinação é direito fundamental

A Constituição brasileira de 1988 assegura em seu Art. 5º, caput, a inviolabilidade do direito à vida. Certamente, o desejo do legislador constituinte originário, afinado com a Declaração Universal …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mandamos a Ford embora

O Brasil caiu 15 posições no Doing Business 2020 – ranking do Banco Mundial que analisa o ambiente regulatório e a facilidade para se fazer negócios. Entre 190 economias, o País caiu da 109ª para …


Exclusivo
Tribuna Livre

O que aconteceu e o que ainda nos aguarda no mundo digital

Vivenciamos a primeira pandemia da humanidade em uma era digital. Esse trágico evento, apesar de ainda não ter acabado, já transformou definitivamente muitos hábitos e principalmente digitalizou …


Exclusivo
Tribuna Livre

Após as eleições, ficaremos de braços cruzados?

Com o término das eleições, quase tudo volta ao normal. Para alguns, a felicidade ainda está estampada com sorrisos e abraços por terem conseguido o tão almejado cargo de representantes do povo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados