search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

1ª dose aumenta proteção contra variantes só em quem já teve Covid, diz estudo

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

1ª dose aumenta proteção contra variantes só em quem já teve Covid, diz estudo


Um estudo realizado por pesquisadores britânicos concluiu que a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 aumenta a proteção contra as novas variantes do coronavírus, mas apenas em pessoas que já foram infectadas anteriormente.

Profissional da saúde prepara vacina (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)Profissional da saúde prepara vacina (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

De acordo com os cientistas que lideraram a pesquisa na Imperial College London, na Queen Mary University of London e na University College London, a resposta imune às variantes naqueles que ainda não tiveram a doença pode ser insuficiente. Os resultados do trabalho foram publicados na revista Science na sexta-feira, dia 30 de abril.

"Este estudo destaca a importância da segunda dose da vacina para proteger a população", afirma a professora Rosemary Boyton, do Departamento de Imunologia e Medicina Respiratória do Imperial College London.

Durante o estudo, os profissionais analisaram as respostas imunológicas em trabalhadores da saúde do Reino Unido após a aplicação da primeira dose do imunizante produzido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

Os resultados da pesquisa estão relacionados às variantes do coronavírus da África do Sul e do Kent, mas os cientistas acreditam que a conclusão do estudo também se aplique a outras cepas do coronavírus em circulação, como a do Brasil (P.1) e as da Índia (B.1.617 e B.1.618).

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.