Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Acusado de matar guardador de carros em Guarapari é preso após postar vídeos na internet

| 11/03/2021 17:32 h | Atualizado em 11/03/2021, 18:15

Imagem ilustrativa da imagem Acusado de matar guardador de carros em Guarapari é preso após postar vídeos na internet

O morador de Anchieta Mauro César Fernandes Simões, de 68 anos, conhecido como ‘Zezinho Camaradinha’, confessou ter matado o guardador de carros Graciano Carvalho dos Santos, de 39 anos, na semana passada, e foi preso na noite desta quarta-feira (10).

O guardador de carros foi morto na madrugada do dia 2 de março, em Anchieta, no Sul do Estado. O corpo da vítima estava na calçada do bairro Nova Jerusalém.

Zezinho se apresentou a polícia no mesmo dia do crime, mas foi liberado diante da confissão e responderia em liberdade por ter se apresentado espontaneamente.

No entanto, após a publicação dos vídeos em redes sociais declarando que matou guardador de carros, e estava solto, a delegada Maria da Glória Pessoti, titular da 10ª Delegacia Regional de Anchieta pediu a prisão do idoso.

“A prisão aconteceu por causa do vídeo que causou revolta na cidade. No dia ele não foi autuado pois se apresentou antes de sabermos quem era o autor do crime, mas depois publicou o vídeo zombando”, explicou a delegada.

No vídeo, Zezinho Camaradinha declarou: “Aqui é um guerreiro nato. Se vagabundo tentar entrar lá em casa para me matar, ele vá para o inferno, não eu. Eu estava preso, mas já estou solto, sou eu mesmo, Zezinho Camaradinha. Estou aqui pronto para novamente pintar o sapato (…) que a vida é assim mesmo (…)”.

À polícia ele declarou que a morte foi em legítima defesa, pois o guardador de carros entrou em sua residência no bairro Nova Jerusalém e pegou uma faca para atacar Zezinho. O acusado teria tomado a faca da mão de Graciano, e o esfaqueado até a morte.

De acordo com a delegada Maria da Glória Pessoti, Zezinho foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Guarapari.

Vítima morava em Guarapari

A vizinhança e os amigos contam que Graciano era usuário de droga, e estava em Anchieta há algum tempo recolhendo materiais recicláveis. O guardador de carros morava em Guarapari, e ficou conhecido por ter sido acusado de roubar o próprio carro.

É que o homem foi filmado entrando em um carro estacionado próximo ao Radium Hotel, em Guarapari, onde atuava como guardador de carros. O vídeo foi parar nas redes sociais, e Graciano foi criticado. Na época, ele foi entrevistado por um jornal local, e esclareceu que o carro era dele, e teria recebido o automóvel como herança de família. Fato esse confirmado pela polícia.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS