X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Auxílio emergencial de R$ 400 é aprovado em Vitória

| 22/03/2021 22:16 h | Atualizado em 22/03/2021, 22:43

Pagamentos em dinheiro correspondem a apenas 20% das transações feitas pelo comércio na Grande Vitória
Pagamentos em dinheiro correspondem a apenas 20% das transações feitas pelo comércio na Grande Vitória |  Foto: Divulgação

Um auxílio emergencial de R$ 400 foi aprovado, nesta segunda-feira (22), pelo Conselho Municipal de Assistência Social de Vitória. De acordo com a prefeitura, até 2.328 famílias residentes da capital vão poder ser beneficiadas pelo recurso, que, inicialmente, será pago em duas parcelas de R$ 200.

A primeira parte do Auxílio Municipal Emergencial (AME), mais conhecido como AME Vitória, deve ser paga na primeira semana de abril. 

Segundo o secretário da Fazenda, Aridelmo Teixeira, “o intuito é assegurar a essas pessoas a reconstrução da sua autonomia”. Agora, o projeto de lei, que reúne investimento de aproximadamente R$ 1 milhão, será encaminhado para a Câmara Municipal.

“Estamos passando por um momento muito delicado e de muita dificuldade para muitas famílias. O que nos permitiu poder assistir essa parcela da população que mais precisa, para suprir suas necessidades básicas, foram os mecanismos de ajuste fiscal que adotamos desde o início da nossa gestão, como a redução de gastos, a aprovação da reforma da previdência e a renegociação de contratos”, afirmou o prefeito, Lorenzo Pazolini.

O Conselho Municipal de Assistência Social aprovou, em reunião extraordinária na tarde desta segunda-feira, a proposta feita pela administração de pagamento do Auxílio Municipal Emergencial – AME Vitória.

Quem tem direito

Para receber o pagamento do AME Vitória é preciso ser morador do município, estar inscrito no CadÚnico, ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa (equivalente a R$ 550 reais) e ter recebido o auxílio emergencial no exercício 2020.

Já aqueles que receberam o benefício dos Governos Federal ou Estadual, estejam cumprindo pena em regime fechado ou sejam condenadas por crime contra a administração pública, não têm direito.

De acordo com a Prefeitura de Vitória, caso o munícipe receba o auxílio de forma indevida, o valor deverá ser devolvido no prazo máximo de 48 horas, sob pena de inscrição em dívida ativa.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS