Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Gabriela Rebello

Nutridicas

Imagem do colunista Gabriela Rebello

Gabriela Rebello

A relação entre o microbioma e a saúde da mulher

07/10/2021 19:01:46 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem A relação entre o microbioma e a saúde da mulher
Foto: Freepik
No contexto do outubro rosa, bora falar de saúde feminina e a sua relação com o microbioma intestinal.

O microbioma desempenha papel importante em diferentes manifestações do binômio saúde-doença. Quando pensamos em Saúde da Mulher, no período do climatério inicia-se a queda nos níveis de hormônio estrogênio que pode influenciar a qualidade da microbiota oral, vaginal e intestinal o que pode acarretar no aparecimento de doenças.

Essa alteração da qualidade da microbiota, onde prevalece as bactérias patogênicas, que passa a ser maior do que o número de bactérias benéficas é denominado de disbiose.

Os sintomas envolvem: flatulência, constipação, diarreia, má digestão, abdômen distendido, piora na qualidade sexual, alteração de humor e falta de concentração.

Importante ressaltar que, quando em equilíbrio a microbiota favorece processos metabólicos, o funcionamento da imunidade, produção de serotonina (controle do humor – depressão / ansiedade), auxilia na digestão e melhora a absorção do que comemos, além de regular o intestino.

Temos alguns fatores que favorecem a condição de disbiose, sendo eles: sedentarismo, obesidade, alto consumo de álcool, alimentação inadequada, uso de antibióticos, estresse, tabagismo, diarreia e / ou constipação, dentre outros.

No entanto, para manter a saúde do microbioma capriche na alimentação saudável, ajuste a hidratação, mantenha-se ativo e mantenha o controle do sono e do estresse.

Pensando nisso, inclua na alimentação: grãos, feijões, frutas, legumes e verduras, cereais integrais, carnes magras (peixes, frango e carne suína) e gorduras boas (azeite, abacate e oleaginosas).

Evite o consumo de carne vermelha, sal em excesso e alimentos ultraprocessados ricos em gorduras trans.

Não deixe a sua saúde intestinal de lado, conte comigo para lhe ajudar nessa!