search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Tutano: o miolo dos ossos
Doutor João Responde

Tutano: o miolo dos ossos

O corpo humano contém milhões de células. Todas elas exercem funções importantes no desenvolvimento do organismo, como, por exemplo, as células-tronco, que são encontradas na medula óssea. Medula significa meio, aquilo que chamamos de tutano.

É importante dizer que mocotó e tutano não significam a mesma coisa. Embora ambos sejam massas que preenchem os ossos dos animais, o tutano é encontrado na perna e o mocotó, na pata, local que possui cartilagem.

A medula óssea, ou tutano, é um tecido líquido gelatinoso que preenche a cavidade interna de vários ossos, fabricando os elementos do sangue, como hemácias, leucócitos e plaquetas. Ela é constituída por um tecido esponjoso localizado no interior dos ossos, especialmente no ilíaco e esterno.

Neste local, o organismo fabrica praticamente todas as células sanguíneas, que são renovadas continuamente. A medula óssea é um tecido de grande atividade, evidenciada pelo grande número de multiplicações celulares.

Quando nascemos, nossos ossos contêm medula capaz de produzir sangue, denominada “medula vermelha”. Com a passagem dos anos, a maior parte dessa medula vai perdendo sua função, sendo substituída por tecido gorduroso que passa a ser chamado de “medula amarela”.

A “vermelha”, rica em hemácias, é responsável pela produção de células sanguíneas, e a “amarela”, rica em tecido adiposo, não produz células sanguíneas.

O “tutano do osso” apresenta inúmeras células-tronco, estruturas com grande capacidade de diferenciação, podendo produzir vários tipos de tecidos. Diante disso, a medula óssea pode ser utilizada em transplantes para o tratamento de diversas doenças, como alguns tipos de leucemia.

Produzidos pela medula óssea, os elementos figurados do sangue apresentam as seguintes funções:

As hemácias ou glóbulos vermelhos são responsáveis pelo transporte de oxigênio no organismo.
Os leucócitos ou glóbulos brancos são células de defesa.
As plaquetas ou trombócitos atuam na coagulação sanguínea e auxiliam na reparação dos vasos sanguíneos, evitando a perda de sangue.

Vale destacar que, além das células sanguíneas, a medula óssea contém células-tronco que podem ser transformadas em qualquer tipo de tecido. Diversos estudos orientam para a utilização dessas células no tratamento de enfermidades, por exemplo, na reposição de tecidos lesionados.

Assim, o transplante é indicado em casos de anemia aplástica, leucemias mieloides e linfoides, mielomas múltiplos, entre outras enfermidades.

O transplante é realizado via substituição de uma medula óssea doente por células normais da medula óssea, de forma a reconstituir uma medula saudável. As células utilizadas no transplante são as células-tronco hematopoiéticas, responsáveis pela produção das células sanguíneas.
Recheados de tutano, os “ninhos” de ossos “chocam” novas células.

Farejando o nutriente que repousa nas entranhas, o cachorro rói o osso em busca da medula. Quanto mais duro é o osso, melhor é o tutano.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Não existe vida sem proteína

O principal alimento do corpo é a proteína. Além dos animais, isso acontece também com as plantas. Adubação com nitrogênio, potássio e fósforo vem garantindo que “Araketu”, o pé de araçaúna que …


Exclusivo
Doutor João Responde

A memória eterniza o tempo

O passado é o presente que sobreviveu na memória humana. O cérebro executa atividades para adquirir, armazenar, reter e recuperar informações. A memória é parte integrante da cognição humana, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Vacina contra o vício da cocaína

Estamos vivendo de uma perversa “pandemia” de drogas, em que milhares de pessoas abandonam esperanças e se agarram em ilusões. Um dos mais perigosos “patógenos”, destruidor de mentes e de corpos, é a …


Exclusivo
Doutor João Responde

Tipos de imunização

Nosso organismo é sistematicamente bombardeado por substâncias estranhas. Alguns desses antígenos são capazes de desencadear resposta imune, ou seja, a produção de anticorpos que defenderão o corpo …


Exclusivo
Doutor João Responde

Regulação da glicose no sangue

A regulação da glicose no sangue depende basicamente de dois hormônios: glucagon e insulina. A ação do glucagon é estimular a produção de glicose pelo fígado, e a da insulina é bloquear essa …


Exclusivo
Doutor João Responde

Atitudes contra a sobrevivência

Mesmo neste momento dramático da pandemia, com recorde de casos e de mortes diárias e num estágio em que quase todo mundo conhece alguém que morreu por causa da doença, proliferam comportamentos que …


Exclusivo
Doutor João Responde

A tortura da coluna travada

Estima-se que uma expressiva quantidade de pessoas tenha ao menos um episódio de dor na coluna, ao longo da vida. Em alguns casos, ela surge de forma tão intensa que deixa o indivíduo impossibilitado …


Exclusivo
Doutor João Responde

Perda de olfato

Anosmia é uma condição que corresponde à perda total ou parcial do olfato. Essa alteração pode estar relacionada com situações temporárias, como acontece durante uma gripe ou resfriado. Pode …


Exclusivo
Doutor João Responde

Efeito rebote de medicamento

Do mesmo jeito que uma bola volta a saltar quando a jogamos, os sintomas de uma doença podem reaparecer quando cessa o efeito daquilo que inicialmente a aliviou. Essa reversão da resposta, após a …


Exclusivo
Doutor João Responde

A sede lembra o valor da água

O ser humano não vive sem oxigênio, água ou alimento. Quando um destes falta ou escasseia, sua sobrevivência fica seriamente ameaçada. Nosso organismo não consegue ultrapassar quatro minutos sem …