Login

Atualize seus dados

Saúde

Nutricionistas revelam 11 farinhas que estão liberadas na dieta

12/07/2021 21:20:41 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Nutricionistas revelam 11 farinhas que estão liberadas na dieta
Nutricionista Fernanda Pignaton diz que farinhas naturais, de modo geral, aumentam o aporte de fibras na dieta Foto: Leone Iglesias/AT

A farinha de trigo branca, presente em bolos, pães e biscoitos do cotidiano, não é uma opção saudável para o dia a dia, principalmente por ser pobre em valor nutricional e causar um efeito inflamatório no corpo.

Para preparar esses alimentos atrativos de forma favorável ao emagrecimento e pensando em qualidade de vida, uma alternativa é substitui-la por farinhas de frutas e sementes. Por isso, especialistas listaram 11 tipos de farinhas que ajudam na perda de peso.

Entre as 11 farinhas, a nutricionista e colunista de A Tribuna, Gabriela Rebello, pontuou as de banana verde e berinjela, que têm baixo teor de carboidratos e calorias e bastante fibras, vitaminas e minerais.

“Elas ajudam a regular a insulina, a glicose e a saciedade. Além de trabalharem as questões principais para a perda de peso, são fontes de vitaminas do complexo B, que ajudam no fortalecimento de cabelo, na maior disposição de energia e no tratamento de doenças psiquiátricas, como a ansiedade”, disse.

Entre as possibilidades de pratos com as farinhas saudáveis, estão bolo de caneca de micro-ondas, quiche, mingau, farofa e cookie.

As farinhas saudáveis podem, ainda, ajudar na prevenção de doenças. Segundo a nutricionista Fernanda Pignaton, o benefício das farinhas naturais no geral é aumentar o aporte de fibras na dieta.

“As fibras têm o benefício de reduzir riscos de obesidade e câncer de intestino, melhora a microbiota intestinal, ajuda a tratar constipação (dificuldade de evacuar), porque melhora o trânsito intestinal”.

A nutróloga Mariana Comério pontuou sobre os benefícios da farinha de aveia. “Ela diminui a absorção de gorduras, na luta contra doenças cardiovasculares, como o infarto, porque diminui o depósito de gordura na artéria. Assim, indicamos que pessoas com colesterol alto consumam farinha de aveia, junto aos ajustes alimentares gerais e exercício físico”, ressaltou.

Mas é importante que mesmo as farinhas sudáveis sejam consumidas com moderação. Em média, devem ser ingeridas por dia 30 gramas (duas colheres de sopa).

Outras farinhas naturais que ajudam no emagrecimento são as de castanhas, amendoim e coco. “São ricas em gorduras boas e low carb (baixo teor de carboidratos), ajudam a emagrecer e são saudáveis”, diz a nutricionista Ana Paula Braun.


Farinhas saudáveis e os benefícios


O poder das farinhas

  • As farinhas naturais de frutas e sementes auxiliam no emagrecimento. É importante que sejam consumidas com moderação: em média, devem ser ingeridas por dia 30 gramas (duas colheres de sopa).
  • O excesso desses alimentos, além de engordar, pode trazer desconfortos gastrointestinais.
  • Elas apresentam propriedades benéficas diferentes e devem ser consumidas de forma intercalada, de forma a procurar variar os pratos.

1 Farinha de coco

  • Ajuda na saciedade, reduz o esvaziamento gástrico, melhora a função intestinal e regula o açúcar no sangue. Ela também tem baixo teor de gordura. Pode ser usada no preparo de panquecas, bolos e pães.

2 Farinha de arroz

  • Para quem não pode consumir glúten, é uma boa opção, porque não contém essa proteína e também tem baixas calorias. É fonte de energia e fibras, além de auxiliar no funcionamento do intestino. Pode ser usada no preparo de bolos, panquecas, pudins e vitaminas.

3 Farinha de amêndoa

  • Tem valor nutricional alto, aumenta a saciedade e é rica em vitamina E. É rica em gordura poli-insaturada, importante na produção dos hormônios sexuais, no transporte de vitaminas e no controle do colesterol. Pode ser usada em biscoitos, muffins, bolos, cupcakes e também para empanar alimentos.

4 Farinha de aveia

  • É rica em fibras e, por isso, trabalha o funcionamento do intestino, o controle de glicose, de colesterol e da saciedade e ajuda na produção endógena de colágeno, principalmente para pessoas que querem emagrecer, para evitar a flacidez. Pode ser usada em biscoitos, mingaus, panquecas e bolos.

5 Psyllium

  • Absorve bastante água, hidrata o intestino, reduz a absorção de gordura e facilita os movimentos peristálticos. É ótimo para prisão de ventre e promove saciedade. O Psyllium é uma fibra solúvel extraída da casca da semente da planta Pantago Ovata. Pode ser consumido 30 minutos antes das refeições ou durante a alimentação, junto a um iogurte ou a algum outro alimento.

6 Farinha de trigo integral

  • Promove saciedade, combate o acúmulo de gordura abdominal e diminui os riscos de doenças cardíacas. Ela também não causa picos de insulina, como ocorre com a farinha branca refinada, e regulariza o intestino. Pode ser usada na preparação de pães, bolos, salgados, muffins, tortas, molhos e qualquer outra receita que utilizaria a farinha branca.

7 Farinha de batata doce

  • É fonte de vitamina A, minerais como cálcio e potássio e fibras, além de ser de baixa caloria e ajudar na sensação de saciedade. É um bom alimento a ser consumido antes de treinos de atividades físicas, porque é fonte de energia. Pode ser usada em panquecas, bolos, pães e também consumida com frutas e iogurtes.

8 Farinha de maracujá

  • É rica em vitamina B3 e em fibras, auxilia a proteção das paredes do estômago, melhora o trânsito intestinal e as taxas de colesterol. Uma boa dica é ingeri-la cerca de 30 minutos antes da refeição, para gerar saciedade. Por ter um sabor mais adocicado, pode ser consumida em sucos, iogurte, batidas de frutas e polvilhada em frutas.

9 Farinha de linhaça

  • Pelo fato de ofertar fibras e gorduras saudáveis e estimular a saciedade, ajuda a reduzir peso. Independentemente de ser linhaça marrom ou dourada, é uma excelente fonte de ômega 3, que trabalha o sistema cardiovascular, e é anti-inflamatório natural. Por isso, é ótimo para pessoas que sofrem de doenças autoimunes, artrite, artrose e psoríase. Pode ser adicionada a iogurtes, vitaminas, leites, sopas, saladas e usadas para fazer pães e bolos.

10 Farinha de berinjela

  • Promove a sensação de saciedade, contribui no controle da glicemia do colesterol ruim. Tem baixo teor de carboidratos e calorias e alta quantidade de fibras, vitaminas e minerais, regulando a insulina e a glicose. Pode ser usada em tortas salgadas e até em vitaminas.

11 Farinha de banana verde

  • É rica em um amido resistente, que ajuda a melhorar a saciedade, reduz a produção de colesterol pelo fígado e impede que ele se acumule no sangue, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares. Pode ser usada em sucos, iogurtes e frutas.

Fonte: Especialistas consultados na reportagem e pesquisa AT.