X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

15 alimentos que dão mais ânimo durante o isolamento social

| 10/06/2020 11:42 h | Atualizado em 10/06/2020, 18:52

Nutricionista Fernanda Pignaton mostra alimentos saudáveis que podem auxiliar no ganho da disposição
Nutricionista Fernanda Pignaton mostra alimentos saudáveis que podem auxiliar no ganho da disposição |  Foto: Fábio Nunes/ AT
Há quase três meses em isolamento social, as pessoas podem estar mais abatidas. Uma maneira de melhorar o ânimo é por meio da ingestão de alimentos.

Especialistas afirmam que uma alimentação saudável pode ajudar a levantar o astral e dar mais energia nesses dias de crise

Existem, pelo menos, 15 tipos de alimentos que deixam o organismo bem-disposto. Folhas verdes, castanhas, ovos, cenoura, banana, abacate e quinoa são algumas das comidas que têm a função de dar mais energia.

Nesta lista também é possível encontrar o açaí e o chocolate.

A nutricionista Fernanda Pignaton destacou que alimentos como maçã, melancia, abacate, cenoura e chocolate possuem propriedades, como minerais, que ajudam no funcionamento do corpo. “De forma diferente, todos os alimentos saudáveis vão compor uma dieta que vai deixar a pessoa bem, e saudável ela ficará mais disposta”.

Fernanda pontuou que o ideal é que a pessoa consuma alimentos naturais de forma comedida e variada.

“Não podemos esquecer que ter hábitos saudáveis, como dormir no horário certo e acordar cedo, também fazem parte desse processo para se sentir mais disposto”.

“A atividade física também deve fazer parte dessa rotina. Muitos alegam que se sentem desmotivados a seguirem uma dieta sem malhar. Porém, deveria ocorrer o contrário: as pessoas deveriam comer melhor ainda”, completou.

Além de auxiliar no aumento da disposição, alimentos como as folhas verdes também melhoram a circulação cerebral, conforme ressaltou a nutricionista funcional Bárbara Monteiro.

“Já as carnes magras, como patinho e músculo, são ricas em ferro e vitamina B12, e auxiliam na melhora do cansaço”, afirmou.

Bárbara frisou que, neste momento de pandemia, é importante que as pessoas se reinventem na cozinha preparando suas refeições. “Ser saudável é simples. Comece com pequenas mudanças, inclua frutas, verduras e aumente sua hidratação”.

Os especialistas chamam a atenção para os alimentos industrializados. Apesar de serem mais práticos no preparo e por vezes a solução mais rápida, deve-se evitar o consumo, segundo salientou a nutricionista Cleide Kriger.

“As pessoas optam em casa, muitas vezes, pelos industrializados, porém o mais indicado é não ter esses produtos nas dispensas”.

Saiba mais

1 Ovo

  • Rico em ferro e proteína, possui colina, que é um tipo de vitamina B, que é muito necessária para as funções cerebrais e produção de energia.

2 Folhas verdes

  • São ricas em ácido fólico e magnésio, que oferecem a sensação de relaxamento e melhoram a circulação cerebral, ajudando na disposição.

3 Chocolate amargo

  • Rico em flavonoides, triptofano, magnésio e cafeína, melhora o humor e turbina a disposição.

4 Carne magra

  • Carnes como músculo e patinho são ricas em ferro e vitamina B12, auxiliando na melhora do cansaço.

5 Abacate

  • Rico em gorduras boas, vitaminas do complexo B, vitamina E, auxilia na ansiedade, melhora a qualidade do sono e ajuda na disposição. Além disso, a fruta está associada à diminuição do colesterol ruim.

6 Oleaginosas

  • Os frutos secos como castanhas, amêndoas e avelã ajudam a diminuir o estresse, melhoram a memória e a produção de energia.

7 Chá verde

  • Ação anti-inflamatória e termogênica, auxiliando na queima de gorduras e aumenta a disposição.

8 Maçã

  • Repleta de vitaminas e minerais, além dos antioxidantes flavonoides e polifenóis. Pode ser apreciada como um lanche da manhã ou em receitas de smoothie (bebida de frutas).

9 Banana

  • Fonte de potássio, que ajuda a aumentar os níveis de energia, mantendo a pressão sanguínea e os ritmos cardíacos normais.

10 Cenoura

  • Excelente opção para os dias sem energia. Possui muita fibra, que ajuda na saciedade entre as refeições. Como um bônus, contém o betacaroteno, que protege a visão e prolonga o bronzeado.

11 Melancia

  • Além de facilitar a digestão, é refrescante e fonte de licopeno, com potentes propriedades de prevenção ao câncer. Uma indicação é ingerir a fruta como opção no café da manhã para obter os benefícios máximos de aumento de energia.

12 Água de coco

  • É cheia de eletrólitos, tornando-a uma das melhores maneiras de hidratar naturalmente o corpo e restaurar os níveis de energia, por meio de suas propriedades desintoxicantes.

13 Açaí orgânico

  • Rico em antocianinas e vitamina C, com alto poder antioxidante, potencializando a disposição. Também pode ser usado como pré-treino.

14 Quinoa

  • Além de ser uma proteína completa (o que significa que contém todos os aminoácidos essenciais de que nosso corpo precisa), também é um grão muito nutritivo.

15 Guaraná

  • Fonte de cafeína, é um estimulante do sistema nervoso. Usado com moderação ajuda muito a melhorar o ânimo.

Fonte: Nutricionistas consultadas.

Risco de doenças com má alimentação

O consumo de alimentos saudáveis sempre foi defendido por especialistas da área de saúde como forma de prevenção de doenças. Em tempos de pandemia, essa preocupação é ainda mais frequente, já que a obesidade é um dos principais fatores de risco em pessoas infectadas pela Covid-19, segundo apontou dados do Ministério da Saúde.

A nutricionista Bárbara Monteiro faz um alerta: o consumo excessivo de carboidratos pode levar ao ganho de peso.

“O consumo excessivo de carboidratos simples por longos períodos pode evoluir para uma resistência à insulina, contribuindo para ganho de peso, inflamação, piora da resposta imune e diabetes”.
Bárbara destacou que alimentação e estilo de vida podem melhorar a imunidade.

De acordo com a nutricionista Cleide Kriger, fazer uso dos alimentos certos, in natura (cru) ou minimamente processados, ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais, evita a baixa da imunidade e sistema de defesa do corpo comprometido e deficiente.

“Quando falamos de infecções bacterianas e virais, o nosso sistema imunológico precisa estar funcionando muito bem, e uma alimentação saudável e balanceada pode ajudar”, afirmou.

“Os principais nutrientes que auxiliam na saúde do sistema imunológico são as vitamina C, D, E, ácido fólico, carotenoides, zinco e selênio. A quantidade recomendada varia de acordo com as características de cada pessoa”, ressaltou Cleide.
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS