search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Predadora célula cancerosa
Doutor João Responde

Predadora célula cancerosa

Para manter-se vivo, o corpo precisa lutar contra tudo aquilo que desequilibra suas funções, inclusive contra si mesmo. Munido de uma poderosa arma antigênica, o organismo protege a vida que mantém seu funcionamento.

Exércitos de anticorpos vigiam a entrada de antígenos que comprometem a complexa harmonia existencial.

Qualquer substância capaz de produzir uma resposta do sistema imune pode ser considerada um antígeno. Quando são seduzidos por esses agentes, às vezes os combatentes anticorpos se rebelam e acabam atacando o próprio corpo, que deveriam preservar.

Alguns antígenos têm a habilidade de corromper o sistema imunológico, modificando sua finalidade, trocando proteção por agressão, como acontece em cânceres.

O desenvolvimento de tumores baseia-se no acúmulo de mutações no DNA celular e posterior seleção de clones de células alteradas. Cânceres surgem a partir da linhagem de células modificadas.

Quando uma célula é exposta a algum tipo de carcinógeno, como químico, viral e físico, surge o câncer.

Doenças que se caracterizam pelo crescimento desordenado e incontrolável de células podem ser definidas como cânceres.

Esse crescimento celular leva à formação de tumores, os quais podem espalhar-se e atingir outras partes do corpo, distantes inclusive da região original do tumor, em um processo denominado metástase.

Fatores externos e internos podem contribuir para o desenvolvimento do câncer.

Quando se fala sobre fatores internos, diz-se, principalmente, dos genéticos. Fatores externos estão relacionados aos hábitos de vida e substâncias às quais o organismo é exposto durante a vida.

Tabagismo, exposição exagerada ao sol, alguns vírus e excesso de álcool são alguns desses fatores.

Cânceres são enfermidades que necessitam de diagnóstico rápido para que as chances de cura sejam maiores. Quando um tumor é descoberto em seu estágio inicial, a terapêutica tem mais chance de sucesso. Em função disso, consultas de rotina tornam-se essenciais.

Alguns tipos de câncer devem ser rastreados mesmo que não haja sinais da doença, como acontece, por exemplo, em cânceres de mama e próstata.

O sucesso da terapia depende de uma série de fatores, como a condição de saúde do paciente e o estágio da patologia. Cada procedimento é individualizado, o que significa que dois indivíduos com o mesmo tipo de câncer podem apresentar tratamentos distintos.

Radioterapia, quimioterapia, transplantes e cirurgias formam o pilar do tratamento de tumores cancerosos.

Como o câncer apresenta diferentes causas, a prevenção consiste em evitar situações que podem provocá-lo. De uma forma geral, é importante melhorar certos hábitos de vida, como manter uma alimentação saudável, não fumar, praticar atividades físicas e não consumir bebidas alcoólicas.

O câncer é um predador que caça a si mesmo. Ao canceroso cabe a coragem de seguir em frente e lutar contra ele, sem demonstrar medo. Pois é desse medo que se alimenta o predador.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Tranquilizante causa dependência

Algumas pessoas que têm dificuldade para enfrentar as vicissitudes da vida procuram um médico, solicitam receita de um calmante e depois não conseguem mais viver sem ele. Quando a caixa termina, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Reações a medicamentos

É muito frequente o uso do vocábulo remédio como sinônimo de medicamento. No entanto, eles não significam a mesma coisa. Remédio é qualquer tipo de cuidado utilizado para tratar doenças, aliviando …


Exclusivo
Doutor João Responde

O desconfortável soluço

O incômodo soluço surge em situações e momentos mais impróprios. Trata-se de uma contração vigorosa e involuntária do diafragma, músculo responsável pela inspiração e que separa o tórax do abdômen. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Limitações da telemedicina

A medicina se alimenta de informação. Ausência de dados compromete o diagnóstico e o tratamento. O médico pode utilizar um ambiente virtual para centralizar as informações do paciente, facilitando o …


Exclusivo
Doutor João Responde

Vulnerabilidade a medicamentos

Enquanto o corpo envelhece, o espírito amadurece, pois ninguém é demasiadamente idoso para que não possa nutrir esperança. Vulnerabilidade a medicamentos fragiliza a saúde do paciente geriátrico. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Pneumonia silenciosa

Pneumonia é um tipo de inflamação que afeta os pulmões, geralmente relacionada a uma infecção. De modo geral, o quadro começa com alguma gripe que não é bem tratada, fazendo com que a imunidade do …


Exclusivo
Doutor João Responde

As perigosas mutações virais

Buscando harmonizar-se como um todo, ignorando o egoísmo humano, a natureza se recicla. Equivocadamente, o Homo sapiens tenta mudá-la, em vez de se ajustar a ela. A natureza costuma ser lânguida, mas …


Exclusivo
Doutor João Responde

Medicina baseada em evidência

“Medicina é como amor: nem nunca, nem sempre”. No passado, o médico nem sempre tinha acesso à pesquisa mais recente. Muitas vezes, ele decidia como tratar um paciente, usando apenas sua própria …


Exclusivo
Doutor João Responde

Consolo da falsa ciência

Em tempos de pandemia, alguns medicamentos têm reivindicado status científico, embora careçam de provas ou plausibilidade. A fronteira entre ciência e pseudociência tem implicações religiosas, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Uso de corticoide em Covid-19

Descobriu-se, recentemente, que o esteroide dexametasona diminui a nefasta reação do sistema imunológico contra o coronavírus, aumentando a chance de sobrevivência do paciente grave. Denominada …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados