Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

“Mataram meu irmão à toa, por causa de um carro!”, diz irmão de contador

Rodrigo Silva foi morto durante assalto em Bela Aurora, Cariacica, no domingo (6) à tarde

Júlia Afonso e Jaciele Simoura, do jornal A Tribuna | 08/02/2022 14:41 h

Muito abalado, Jairo Silva não conseguia parar de chorar, na delegacia, por causa da morte do irmão, Rodrigo Silva da Vitória, que reagiu a um assalto em Bela Aurora
Muito abalado, Jairo Silva não conseguia parar de chorar, na delegacia, por causa da morte do irmão, Rodrigo Silva da Vitória, que reagiu a um assalto em Bela Aurora |  Foto: Fabio Nunes/AT
 

Quem passava pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DEHPP), na manhã de segunda-feira (7), conseguia ouvir o choro de Jairo Silva da Vitória, irmão do contador Rodrigo Silva da Vitória, morto após reagir a um assalto, no domingo (6) à tarde, no bairro Bela Aurora, em Cariacica. 

“Mataram meu irmão à toa, por causa de um carro! É muita injustiça! Hoje nossa família está sendo destruída de pouquinho em pouquinho, afetou todo mundo. Como diz no futebol, quando um sai faz falta para todos”, lamentou o gerente de transportes. 

A família estava no DEHPP para entregar a documentação referente à liberação do corpo de Rodrigo. Muito abalado, o irmão da vítima não conseguia parar de chorar. 

“A gente continua enterrando pais de família. Cadê os direitos humanos na porta da minha mãe? Ninguém vai lá hoje dar um abraço nela, ninguém vai lá falar que as filhinhas dele vão crescer sem pai. Nós estudamos, fizemos tudo certo. Ver meu irmão no chão igual a um bandido é revoltante”, afirmou.

“A minha família precisa de ajuda, se vocês puderem ajudar denunciando no 181. Só ajuda denunciando, a gente não tem mais nada para pedir”, conclui Jairo Silva.

Crime

O contador Rodrigo Silva da Vitória, de 44 anos, foi morto em frente à casa onde acontecia uma festa de aniversário infantil. Ele estava no local com a mulher e as filhas, de 3 e 2 anos. 

Testemunhas relataram que Rodrigo saiu da festa para buscar um item pessoal no carro, quando parou para conversar com um amigo na calçada. 

Foi nesse momento que os bandidos chegaram, desceram de um veículo e anunciaram o assalto. Toda a ação foi gravada por câmeras de videomonitoramento. 

Após entregar a chave de seu carro, o contador reagiu e entrou em luta corporal com o bandido, que disparou cinco vezes. Rodrigo ainda tentou correr de volta ao local da festa, para pedir ajuda, mas não resistiu e morreu na calçada. 

Uma criança estava do lado de fora, com a vítima e o amigo, e acabou vendo toda a cena. 

A Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). 

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS