search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O nefasto câncer de próstata
Doutor João Responde

O nefasto câncer de próstata

Crescer por crescer é a filosofia do tumor. Mesmo que uma pessoa não possa adivinhar o futuro de uma doença, pode remediar o mal, livrando-se de suas consequências, trocando lamentação por prevenção.

Quem sofre antes de ser necessário, acaba sofrendo mais que o necessário. Carcinoma de próstata é a segunda causa de morte por câncer, mas pode ser debelado.

A incidência de câncer de próstata aumenta em cada década de vida. Estudos mostram câncer da próstata em 15% a 60% dos homens com idades entre 60 e 90 anos, com a incidência aumentando com a idade. A maioria dos tumores de próstata é diagnosticada em pessoas acima de 65 anos.

Perigosamente, o câncer da próstata evolui de modo lento e raramente causa sintomas, até estar avançado, quando podem surgir hematúria e sintomas de obstrução da bexiga, como gotejamento terminal, por exemplo.

Dores, fraturas patológicas ou compressão da coluna resultam de metástases nos arcos costais, corpos vertebrais e pelve.

Mesmo que seja detectado pelo toque retal, o diagnóstico da enfermidade exige confirmação histológica.

Ocasionalmente, o câncer da próstata é descoberto incidentalmente no tecido que é removido durante a cirurgia para hiperplasia benigna.

Como o tumor prostático, quase sempre, evolui assintomático, é imperativo que, ao chegar aos 50 anos de idade, todos os homens façam o rastreio do câncer de próstata, através do toque retal e exame de sangue PSA.

Embora seja um câncer relativamente comum e facilmente tratado, principalmente quando identificado precocemente, o câncer de próstata ainda gera vários tipos de mitos que acabam dificultando o rastreio.

Isto diminui as chances de ser identificado precocemente e, consequentemente, reduz a margem de cura.

O valor aumentado de PSA, acima de 4 ng/ml, nem sempre significa que existe câncer se desenvolvendo. Isso porque qualquer inflamação na próstata pode causar um aumento da produção dessa enzima, incluindo problemas bem mais simples, como a prostatite ou a hipertrofia benigna, por exemplo.

O exame de toque retal mostra-se desconfortável. Em função disso, muitos homens preferem optar por realizar apenas o exame de PSA como forma de prevenção.

Todavia, existem casos de câncer em que não ocorre qualquer alteração dos níveis de PSA no sangue, mantendo-se iguais aos de um homem completamente saudável e sem câncer, ou seja, inferiores a 4 ng/ml.

Assim, o toque retal auxilia o médico a identificar qualquer alteração na próstata, mesmo que os valores de PSA estejam corretos.

O aumento da próstata pode, de fato, ser um sinal de câncer se desenvolvendo na glândula, embora também possa surgir em outras situações, como hiperplasia prostática benigna, muito frequente em homens com mais de 50 anos.

Ter histórico de câncer na família aumenta o risco de desenvolver qualquer tipo de câncer. Um familiar próximo, como pai ou irmão com histórico de câncer de próstata, aumenta até duas vezes as chances de o indivíduo desenvolver o mesmo tipo de carcinoma.

O tratamento de qualquer variedade de câncer é sempre acompanhado de efeitos colaterais, especialmente quando são usadas técnicas mais agressivas, como quimioterapia ou radioterapia.

No caso do tumor de próstata, o principal tipo de tratamento utilizado é a cirurgia que, embora seja considerada relativamente segura, também pode ser acompanhada de complicações, em que se inclui problemas de ereção.

Quando a doença é detectada em fase inicial, a chance de cura ultrapassa 90%. Por isso, a prevenção é tão importante.

Toda patologia maligna é extenuante. A desilusão que nasce do cansaço de sofrer torna-se um horror pior que o sofrimento.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Doença como forma de protesto

Quando aquele casal entrou no consultório, eu não imaginava que os sintomas, descritos por ambos, revelavam uma linguagem cifrada para um se queixar do outro. Mal iniciei a consulta do marido, a …


Exclusivo
Doutor João Responde

“Não posso ficar doente, doutor!”

Há mais de três décadas, eu venho observando os olhares aflitos de alguns doentes, quando confrontados com a realidade da doença. Adoecer significa sair da ativa, tendo em vista que “paciente” quer …


Exclusivo
Doutor João Responde

Fadiga pode ser preguiça ou doença

Minha paciente esteve recentemente em outro médico, queixando-se de vários sintomas, tais como, calafrios, irritabilidade, fraqueza, tontura, dor de cabeça e, principalmente, cansaço que persiste o …


Exclusivo
Doutor João Responde

Quando o estresse vira veneno

Brotam preocupações nos semblantes das pessoas que aguardam na recepção daquele hospital. Na sala ao lado, uma mulher grita. De dentro dela, um médico puxa um neném todo sujo e amassado. Após levar …


Exclusivo
Doutor João Responde

Tenho medo de infartar de novo

Vítimas de infarto costumam temer o retorno da doença. É comum esse tipo de paciente confundir seus sintomas, acreditando que dores e desconfortos sejam sinais de um novo ataque cardíaco. Atendi …


Exclusivo
Doutor João Responde

Tenho angústia ou ansiedade?

Acompanhada pelo marido, visivelmente inquieta, a paciente mal sentou e foi logo dizendo: “Doutor, eu ando muito nervosa e tudo me incomoda. Estou tendo dificuldade de dormir e vivo com dor de …


Exclusivo
Doutor João Responde

Será que tenho mau hálito?

Bom dia! Em que posso ajudá-los? Dessa maneira iniciei a consulta daquela senhora, acompanhada pelo engraçado marido. “Doutor, meu esposo anda com brincadeiras sem graça, por causa do meu hálito. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Causas de hemorroidas

Hemorroidas têm atormentado o homem desde tempos imemoriais, quando este tomou a postura ereta, uma vez que essa enfermidade só é encontrada na espécie humana. Existem referências dessa …


Exclusivo
Doutor João Responde

Doenças podem comprometer o funcionamento da tireoide

A glândula tireoide lembra uma borboleta, com seu corpo esguio agarrando-se à parte inferior da cartilagem tireoidiana, que está sobre a laringe, enquanto as asas, os dois lobos da glândula, estão …


Exclusivo
Doutor João Responde

Muitos gênios da humanidade foram disléxicos

Os primeiros profissionais que se interessaram pelos distúrbios da linguagem foram os oftalmologistas, afirmando não serem os olhos que leem, mas o cérebro. É importante lembrar que o indivíduo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados