search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ministro da Saúde da Argentina é acusado de vacinar amigos contra a covid

Notícias

Publicidade | Anuncie

Internacional

Ministro da Saúde da Argentina é acusado de vacinar amigos contra a covid


O presidente argentino, Alberto Fernández, pediu na tarde desta sexta-feira (19) a renúncia do ministro da Saúde, Ginés González García, depois da divulgação de uma declaração do jornalista peronista Horacio Verbitsky, ex-assessor de Cristina Kirchner, admitindo que tinha sido convidado a furar a fila da vacinação contra o coronavírus.

A Argentina vem usando a vacina Sputnik, e a imunização tem recebido críticas pela lentidão, devido à pouca quantidade de doses vindas da Rússia.

González García havia montado um posto de vacinação no próprio ministério, com a justificativa de que ele seria usado para vacinar "pessoal estratégico". Nesta sexta, porém, o público descobriu que o local estava sendo usado para vacinar deputados, políticos e outras pessoas próximas a González García.

A informação foi confirmada pelo chefe de gabinete, Santiago Cafiero. Fernández ainda não definiu quem assumirá a pasta.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados