search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Higienização com álcool em gel
Doutor João Responde

Higienização com álcool em gel

Qual a diferença entre desinfetante, antisséptico e esterilizante? Desinfetar é destruir aquilo que causa infecção. Antissepsia é limpar algo contaminado. Esterilizar se refere a um processo de destruição microbiana.

Embora pareçam iguais, essas palavras são empregadas de forma distinta.

Álcool gel é um antisséptico, ou seja, tem a função de desinfetar a pele humana, apesar de o termo desinfetante geralmente se referir a produtos usados em superfícies inanimadas, como, por exemplo, mesas, cadeiras, etc.

Esterilizantes, por sua vez, se referem a processos que eliminam toda forma de vida microbiana. Bastante potentes, eles são muito utilizados em cirurgias.

A ação desinfetante do álcool consiste em atuar na parede celular do agente infeccioso, desestruturando as proteínas ou lipídios que o revestem.

Debaixo de uma grave pandemia, o mundo encontra-se em um momento de alerta e cuidados.

A disseminação do coronavírus entre seres humanos ocorre através de gotículas de saliva, espirro, catarro, tosse, aperto de mão, abraço e contato com objetos previamente infectados.

Com o propósito de evitar o contágio desse vírus, algumas medidas devem ser tomadas, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão e, quando não for possível, usar álcool em gel.

Outras atitudes também são importantes, como não tocar nos olhos, nariz e boca, com as mãos não lavadas; evitar contato próximo com pessoas doentes; permanecer em isolamento quando estiver infectada ou com qualquer suspeita, e limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados, com frequência.

O álcool gel possui uma concentração ótima para o efeito germicida. A desnaturação das proteínas do microrganismo faz-se mais eficientemente na presença do espessante, a qual facilita a passagem do álcool para dentro do organismo infectante, e também retarda sua volatilização, permitindo maior tempo de contato.

Por apresentar ação residual, o álcool gel é mais adequado para aplicação sobre a pele, uma vez que o álcool líquido, escorrendo mais facilmente, pode induzir menor efeito antimicrobiano.

Apesar disso, não se deve substituir água e sabão pelo álcool em gel, uma vez que a retirada da sujeira não pode ser feita pelo referido antisséptico.

O álcool com concentração inferior a 70% não apresenta eficiência. Por outro lado, quando a concentração está acima de 90%, ele pode desencadear irritações. Ambiente limpo não é o que mais se limpa, e sim o que menos se suja. Além de proteção, higiene é virtude.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Não existe vida sem proteína

O principal alimento do corpo é a proteína. Além dos animais, isso acontece também com as plantas. Adubação com nitrogênio, potássio e fósforo vem garantindo que “Araketu”, o pé de araçaúna que …


Exclusivo
Doutor João Responde

A memória eterniza o tempo

O passado é o presente que sobreviveu na memória humana. O cérebro executa atividades para adquirir, armazenar, reter e recuperar informações. A memória é parte integrante da cognição humana, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Vacina contra o vício da cocaína

Estamos vivendo de uma perversa “pandemia” de drogas, em que milhares de pessoas abandonam esperanças e se agarram em ilusões. Um dos mais perigosos “patógenos”, destruidor de mentes e de corpos, é a …


Exclusivo
Doutor João Responde

Tipos de imunização

Nosso organismo é sistematicamente bombardeado por substâncias estranhas. Alguns desses antígenos são capazes de desencadear resposta imune, ou seja, a produção de anticorpos que defenderão o corpo …


Exclusivo
Doutor João Responde

Regulação da glicose no sangue

A regulação da glicose no sangue depende basicamente de dois hormônios: glucagon e insulina. A ação do glucagon é estimular a produção de glicose pelo fígado, e a da insulina é bloquear essa …


Exclusivo
Doutor João Responde

Atitudes contra a sobrevivência

Mesmo neste momento dramático da pandemia, com recorde de casos e de mortes diárias e num estágio em que quase todo mundo conhece alguém que morreu por causa da doença, proliferam comportamentos que …


Exclusivo
Doutor João Responde

A tortura da coluna travada

Estima-se que uma expressiva quantidade de pessoas tenha ao menos um episódio de dor na coluna, ao longo da vida. Em alguns casos, ela surge de forma tão intensa que deixa o indivíduo impossibilitado …


Exclusivo
Doutor João Responde

Perda de olfato

Anosmia é uma condição que corresponde à perda total ou parcial do olfato. Essa alteração pode estar relacionada com situações temporárias, como acontece durante uma gripe ou resfriado. Pode …


Exclusivo
Doutor João Responde

Efeito rebote de medicamento

Do mesmo jeito que uma bola volta a saltar quando a jogamos, os sintomas de uma doença podem reaparecer quando cessa o efeito daquilo que inicialmente a aliviou. Essa reversão da resposta, após a …


Exclusivo
Doutor João Responde

A sede lembra o valor da água

O ser humano não vive sem oxigênio, água ou alimento. Quando um destes falta ou escasseia, sua sobrevivência fica seriamente ameaçada. Nosso organismo não consegue ultrapassar quatro minutos sem …