search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Fumaça de queimadas em SP pode atingir outros estados do Sudeste, diz Climatempo

Notícias

Publicidade | Anuncie

Tempo e Temperatura

Fumaça de queimadas em SP pode atingir outros estados do Sudeste, diz Climatempo


A situação do estado de São Paulo, que registra focos de queimada e pode receber nos próximos dias fumaça das queimadas no Pantanal trazida pelos ventos, preocupa os demais estados da Região Sudeste.

O Climatempo já adiantou que, neste momento, as condições não são favoráveis para possibilitar a chegada da fumaça ao Espírito Santo, mas é possível que ocorra um aumento da camada de fumaça até a próxima sexta-feira (18) sobre áreas do estado do Rio de Janeiro, especialmente no centro-sul do estado (incluindo a capital), sobre a região do centro-sul de Minas Gerais e do Triângulo Mineiro.

Entenda

Mapa revela focos de calor no estado de São Paulo. (Foto: Divulgação/Climatempo)
Mapa revela focos de calor no estado de São Paulo. (Foto: Divulgação/Climatempo)
Imagens de satélite desta terça-feira (15) evidenciaram focos de calor, que é indicativo de queimadas, em diversos pontos do estado de São Paulo. Estes focos aumentaram bastante desde o início de setembro e só no dia 13, pelo monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foram contabilizados 538 focos de calor no estado de São Paulo. No período de 1 a 14 de setembro São Paulo teve 1520 focos de calor, quase o dobro do que foi registrado durante todo o mês de setembro de 2019.

Apesar deste aumento ser expressivo, não dá para comparar com os focos de calor ativos no Pantanal, por exemplo. O bioma como um todo, pelo monitoramento do INPE teve 5300 focos de calor no período de 1 a 14 de setembro de 2020.

Fumaça pode aumentar sobre SP

A fumaça produzida pelos focos de queimada já estão espalhadas pelo estado de São Paulo e pode aumentar. Isso porque durante a quinta-feira,17 de setembro, a chegada de uma frente fria ao litoral paulista vai mudar o fluxo de ventos no centro-sul do Brasil, direcionando no sentido do Mato Grosso do Sul para São Paulo. Isto vai fazer com que parte da fumaça do Pantanal seja transportada para São Paulo na quinta e na sexta.

O aumento da cobertura de fumaça vai favorecer a maior interação deste material particulado com a luz do sol aumentando a chance de termos aqueles tons alaranjados, avermelhados, muito bonitos no por do sol no estado de São Paulo.

Mas é preciso esclarecer que não vamos ter aqui, nos estados da Região Sudeste, a visão do céu de São Francisco e de outras cidades da costa oeste dos Estados Unidos, onde a quantidade de fumaça é muito maior.

Com o aumento das condições para chuva no fim de semana, com a chegada de uma grande frente fria sobre a Região Sudeste, o efeito da camada de fumaça será menos perceptível. Esta frente fria deve provocar chuva em todo o estado de São Paulo durante o próximo fim de semana, 19 e 20 de setembro.

Risco de chuva negra

Dependendo da quantidade de fumaça que for transportada na quinta ou sexta-feira para o estado de São Paulo, não se poderia descartar a chance de repetição do fenômeno da "chuva negra", semelhante ao que se viu em algumas cidades do Rio Grande do Sul no fim de semana passado, e também como a cidade de São Paulo registrou no ano passado, no evento do dia 19 de agosto de 2019.

Além do estado de São Paulo, é possível que ocorra um aumento da camada de fumaça até a próxima sexta-feira sobre o áreas do estado do Rio de Janeiro, especialmente no centro-sul do estado, incluindo a cidade do Rio de Janeiro, sobre a região do centro-sul de Minas Gerais e do Triângulo Mineiro.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados