search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

FALA DOUTOR | Doenças mais comuns nos primeiros meses de vida
AT em Família

FALA DOUTOR | Doenças mais comuns nos primeiros meses de vida

A pediatra Elizabete Lucia Stein alerta para os cuidados necessários após o nascimento do bebê (Foto: Divulgação / Perinatal Vitória)
A pediatra Elizabete Lucia Stein alerta para os cuidados necessários após o nascimento do bebê (Foto: Divulgação / Perinatal Vitória)

Por Maraiza Silva

A saúde do recém-nascido é sempre tema de preocupação. Afinal, ainda sem grandes defesas, os bebês são mais suscetíveis a contrair vírus e bactérias. Mas você sabe quais são as doenças mais comuns diagnosticadas nos primeiros meses de vida da criança?

Médica pediatra da Perinatal Vitória, Elizabete Lucia Stein conversou com o AT em Família e explicou que, entre as que surgem com mais frequência estão icterícia fisiológica, resfriados comuns, infecção urinária, otite (infecção do ouvido médio), diarreias e dermatites (infecções na pele).

As doenças respiratórias — como bronquiolite (infecção dos brônquios terminais que pode culminar em dificuldade respiratória) e infecção das vias aéreas — também podem aparecer nos primeiros meses de vida do bebê. Além disso, a febre nessa faixa etária nunca deve ser ignorada.

Outros sinais de alerta são dificuldade para sugar, falta de apetite, vômitos e hipoatividade (criança “caidinha” e quietinha).

Elizabete, que também é membro da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), disse que os tratamentos variam de acordo com o quadro da criança e com o número de vezes de ocorrência da doença.

“Na maioria dos casos, os tratamentos podem ser feito por meio de terapia e através do uso de antibióticos”, destacou.

Além dos cuidados adotados por pais e familiares, as vacinas são de fundamental importância para a prevenção de doenças. Por meio delas, os bebês desenvolvem anticorpos contra vírus e bactérias e reforçam a imunidade ao longo do desenvolvimento.

“Para isso, os pais devem ficar sempre atentos ao preenchimento da caderneta de vacinação já nos primeiros dias de vida do bebê e se manter em dia também em relação ao calendário de vacinas para os adultos”, afirmou a especialista, que também respondeu às perguntas dos leitores de A Tribuna.

* * *

Iara Aline da Silva, 38 anos (Foto: Acervo Pessoal)
Iara Aline da Silva, 38 anos (Foto: Acervo Pessoal)
Quais testes são feitos para identificar as doenças?
Iara Aline da Silva, 38 anos, militar

Exame clínico geral, teste do pezinho (triagem metabólica simples e ampliada metabolismo e anemia e toxoplasmose congênita), teste do coraçãozinho, teste da orelhinha (para verificar deficiências auditivas) e avaliação transcutânea (para verificar o grau de icterícia - amarelamento da pele).

* * *

Quais as causas dessas doenças tão comuns nos primeiros meses de vida dos bebês?
Clarice Andrade, 26, pedagoga

A icterícia é caracterizada pela coloração amarelada da pele; é uma doença comum no período neonatal. Já os resfriados ocorrem por causa do contato com pessoas com quadros virais das vias aéreas. Nos bebês, podem evoluir para pneumonia, otites e bronquiolites.

A diarreia pode ser causada por fatores que variam desde a intolerância alimentar a quadros virais, como o rotavírus. Já a infecção urinária pode se originar pela falta de higiene adequada (muito comum nas menininhas) e por má-formações das vias urinárias.

A dermatite, por sua vez, pode ser causada por alergia, higiene inadequada ou produtos irritantes em contato com a pele do bebê.

* * *

Quais são os principais sintomas dessas doenças?
Maria Fernanda Santos, 31, manicure

Icterícia: olhos e face inicialmente amarelos. A coloração pode se estender por todo o corpo. Os quadros respiratórios podem ser identificados pela coriza, tosse e falta de ar. A infecção urinária causa febre baixa, perda de peso e palidez, enquanto as dermatites provocam desde vermelhidão até crostas e descamação.

* * *

Quando é hora de buscar ajuda médica?
Flávio Farias, 42, vendedor

Assim que identificada alguma alteração na saúde do bebê ou alguns dos sintomas, a criança deve ser encaminhada ao médico. Além disso, é necessário que os pais levem o recém-nascido para o acompanhamento regular pelo pediatra, que vai dar orientações sobre desenvolvimento, crescimento e prevenção de doenças, e vai indicar as vacinas necessárias.

* * *

Quando vacinar os bebês?
Edna Freitas, 38, engenheira civil

As primeiras vacinas são aplicadas ainda na maternidade, após o nascimento, que são a BCG e contra hepatite B. Até os seis meses, o bebê deve tomar ainda as vacinas tríplice bacteriana, pneumocócicas conjugadas, meningocócicas conjugadas, meningocócica B e contra influenza tipo B, poliomielite, rotavírus e gripe.


SAIBA MAIS
Doenças em bebês


  • As doenças são evitáveis para o bebê quando o pré-natal é feito de forma satisfatória e correta.
  • Também quando a família mantém a vacinação em dia e quando o parto é realizado de maneira adequada para a mãe e para o filho.
  • Nos primeiros seis meses de vida, o aleitamento materno deve ser exclusivo para fortalecer a imunidade da criança.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados