X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Mulher de jogador brasileiro bate Ferrari avaliada em mais de R$ 1 milhão na Espanha


A mulher do atacante brasileiro Dyego Sousa bateu o carro na quarta-feira em Madri, na Espanha. A motorista, que não teve a identidade revelada, guiava uma Ferrari Portofino quando colidiu com cercas de metal na capital espanhola, e ninguém ficou ferido no acidente. As informações são do jornal El Mundo.

Dyego Sousa atua pelo Alcorcón, da segunda divisão da Espanha, e não estava no carro. A mulher de 40 anos dirigia alcoolizada, de acordo com a publicação, e deve responder por crime contra a segurança no trânsito.

As investigações da polícia local concluíram que o carro ia de Paseo del Prado, uma das principais áreas da cidade, para Neptuno, quando colidiu com as cercas. A parte frontal do veículo ficou bastante danificada.

Após a batida, um amigo do casal tentou se passar por motorista e assumir a culpa, mas as autoridades analisaram câmeras de segurança próximas ao local e identificaram a mulher ao volante. O carro foi levado a um depósito da capital da Espanha.

A Ferrari Portofino tem valor estimado entre 215 mil euros a 250 mil euros, faixa de R$ 1,1 milhão e R$ 1,3 milhão na cotação atual. O veículo está registrado no nome do atacante, que compareceu ao local do acidente pouco depois do ocorrido. Segundo o jornal, o atleta fazia o mesmo percurso que a mulher, mas em outro carro.

Dyego Sousa é natural de São Luís, no Maranhão, e tem 34 anos. O atacante foi revelado pelo Palmeiras, e jogou também pelo Moto Club, mas não engrenou no futebol brasileiro. Na Europa, atuou em clubes como Benfica e Braga, de Portugal, e se naturalizou português. O atleta, inclusive, esteve na lista de convocados para defender a seleção portuguesa em 2019.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: