X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Fenômeno coreano no Oscar

| 11/02/2020 12:37 h | Atualizado em 11/02/2020, 12:56

O diretor sul-coreano Bong Joon Ho derrotou seus ídolos - Tarantino, Scorsese e Sam Mendes -  com o seu filme aclamado “Parasita”
O diretor sul-coreano Bong Joon Ho derrotou seus ídolos - Tarantino, Scorsese e Sam Mendes - com o seu filme aclamado “Parasita” |  Foto: Reprodução / Twitter

Foi preciso contar com o auxílio de uma tradutora para compreender quem mais discursou no Oscar 2020. Em uma noite marcada por uma zebra histórica, “Parasita” foi o primeiro longa-metragem em língua estrangeira a vencer o prêmio de Melhor Filme, desbancando o favorito “1917”, do britânico Sam Mendes.

Quem agradeceu foi o diretor sul-coreano Bong Joon Ho, visivelmente emocionado e incrédulo por ainda tirar de Sam Mendes, Quentin Tarantino e Martin Scorsese (“O Irlandês”) a estatueta de Melhor Diretor.

“Quando eu era jovem, ouvi que 'o que é mais pessoal é mais criativo'. Essa citação é do Martin Scorsese”, disse ele em seu discurso, aplaudido de pé no Dolby Theatre lotado. “Quando estava na escola, estudei os filmes de Martin Scorsese e já foi uma honra estar indicado junto dele – o que dizer depois de vencê-lo?”, finalizou o coreano, ovacionado.

Em cartaz em Vitória, “Parasita”, uma mistura de crítica social, humor e suspense, levou ainda os troféus de Filme Internacional e Roteiro Adaptado.

“A maior lição que a Academia mostrou ao mundo é que sua vontade de mudar para melhor é real. Nas semanas que antecederam a premiação, alguns votantes, sob condição de anonimato, deram entrevistas a revistas e sites especializados em cinema, não escondendo sua xenofobia e garantindo que o Oscar não deixaria de falar inglês. A realidade mostrou que eram vozes ínfimas, que não fizeram diferença ante o esforço global da organização em alinhar-se com o pensamento que arte não possui fronteiras”, avaliou o jornalista e crítico do UOL Roberto Sadovski.

As categorias de atuação premiaram nomes já esperados: Joaquin Phoenix (Melhor Ator por “Coringa”), Renée Zellweger (Melhor Atriz por “Judy”); Brad Pitt (Melhor Ator Coadjuvante por “Era Uma Vez... em Hollywood”) e Laura Dern (Atriz Coadjuvante por “História de um Casamento”).


Oscar 2020 Os Vencedores


"Coringa" é o filme com maior número de indicações, 11, inclusive melhor filme, melhor diretor (Todd Philips), e melhor ator (Joaquin Phoenix)
"Coringa" é o filme com maior número de indicações, 11, inclusive melhor filme, melhor diretor (Todd Philips), e melhor ator (Joaquin Phoenix) |  Foto: Reprodução/Filme Coringa
Melhor Filme - “Parasita” Melhor Direção - Bong Joon Ho (“Parasita”) Melhor Ator - Joaquin Phoenix (“Coringa”) Melhor Atriz - Renée Zellweger (“Judy: Muito Além Do Arco-Íris”) Melhor Atriz Coadjuvante - Laura Dern (“História De Um Casamento”) Melhor Ator Coadjuvante - Brad Pitt (“Era Uma Vez Em... Hollywood”) Melhor Filme Internacional - “Parasita” Melhor Roteiro Adaptado - “Jojo Rabbit” Melhor Roteiro Original - “Parasita”
Tom Hanks dá voz ao personagem Woody.
Tom Hanks dá voz ao personagem Woody. |  Foto: Divulgação
Melhor Animação - “Toy Story 4” Melhor Fotografia - “1917” Melhor Figurino - “Adoráveis Mulheres” Melhor Documentário - “Indústria Americana” Melhor Documentário Em Curta-Metragem - “Learning To Skateboard In A Warzone (If You're A Girl)” Melhor Montagem - “Ford Vs Ferrari”
Os papéis principais do filme são de Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, que vivem, respectivamente, um ator decadente de televisão e o seu dublê,
Os papéis principais do filme são de Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, que vivem, respectivamente, um ator decadente de televisão e o seu dublê, |  Foto: Divulgação
Melhor Cabelo E Maquiagem - “O Escândalo” Melhor Trilha Sonora Original - “Coringa” Melhor Canção Original - “(I'm Gonna) Love Me Again” (“Rocketman”) Melhor Design De Produção - “Era Uma Vez Em... Hollywood” Melhor Curta Animado - “Hair Love” Melhor Curta-Metragem - “The Neighbor's Window” Melhor Edição De Som - “Ford Vs Ferrari” Melhor Mixagem De Som - “1917” Melhores Efeitos Visuais - “1917”

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS