X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

INSS reduz atendimentos diários para perícias médicas a partir desta segunda

Atendimentos diários vão ser reduzidos de 15 para 12 pessoas, devido ao aumento de casos de covid-10, inclusive entre médicos peritos


Imagem ilustrativa da imagem INSS reduz atendimentos diários para perícias médicas a partir desta segunda
Espera por perícia médica no INSS: 1,8 milhão de pessoas continuam na fila por benefícios da Previdência |  Foto: Divulgação

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspendeu por tempo indeterminado a realização de perícias médicas necessárias para revisão do benefício por incapacidade temporária, antigo auxílio-doença. 

A suspensão, que começa hoje, se deu em virtude do aumento de casos de covid-19 no país, inclusive entre médicos peritos, segundo a Associação Nacional de Médicos Peritos (ANMP). 

De acordo com a portaria, o número de atendimentos diários por médico perito será reduzido de 15 para 12 pessoas.

“Enquanto durar o estado de emergência de saúde pública de relevância internacional a perícia vai trabalhar com uma jornada de trabalho diferenciada como todos os trabalhadores do Brasil estão fazendo”, afirma Francisco Eduardo Cardoso Alves, vice-presidente da ANMP.

“A redução de atendimento para 12 segurados por dia representa uma redução de cerca de 25% no fluxo da Agência da Previdência Social (APS) diariamente, o que é compatível com as políticas de redução de aglomeração”, acrescenta.

Segundo o INSS, as perícias suspensas serão remarcadas para o segundo semestre. A autarquia garantiu que os segurados afetados pela suspensão das perícias continuarão recebendo os benefícios normalmente.

Procurado, o INSS não respondeu quantos médicos peritos estão afastados do trabalho por conta de covid-19 e também se a redução nos atendimentos diários fará com que a fila de espera fique ainda maior.

Balanço

Dados atualizados do INSS mostram que 1.838.459 pessoas continuavam na fila virtual em novembro. O balanço apresentado em julho pelo órgão mostra que havia 1.844.820 pessoas na fila. Ou seja, em quatro meses, apenas 6.361 pessoas tiveram uma resposta aos seus pleitos.

O maior número de requerimentos é de Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) à pessoa portadora de deficiência de baixa renda, com 630.668; seguido de aposentadoria por idade (297.553) e por tempo de contribuição (262.393). Salário-maternidade figura entre os cinco maiores pedidos, com 186.516 solicitações.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: