X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Empresário vende supermercados em Guarapari e tem prejuízo de R$ 8 milhões

| 06/12/2019 19:48 h | Atualizado em 07/12/2019, 09:08

Sem estoque, com mais de R$ 8 milhões em dívidas com fornecedores e 739 protestos de inadimplência, a família Zouain, fundadora e atual proprietária da rede de Supermercados Santo Antônio, em Guarapari, declara que após 54 anos de empresa, será preciso recomeçar.

É que durante os cinco últimos meses, a empresa chegou a ser arrendada para um grupo de São Paulo, a DX Group Participações e Investimentos. Mas no último dia 22, através de uma reintegração administrativa, a família Zouain reassumiu o império de 7 lojas.

O diretor presidente da rede, Sr. Jorge Zouain, de 78 anos, declarou que a venda da empresa não deu certo, vários pontos do contrato foram descumpridos, e quando percebeu que até os bens físicos estavam sendo vendidos.

"O ponto crucial foi a venda de alguns caminhões. Algumas informações não podem ser repassadas, por segredo de justiça. No depósito principal, onde funcionava nosso Centro de Distribuição, não há um alimento. Nessa época do ano, por 54 anos, nós não conseguiríamos transitar no depósito, já que com a chegada do verão, estávamos muito abastecidos. Mas com garra, luta e coragem, nós vamos ressurgir das cinzas", disse Sr. Jorginho, como é carinhosamente chamado.

O advogado da empresa, Rafael Zouain, esclareceu que no momento da transição de gestão, havia um estoque de R$ 6,1 milhões em mercadorias. No entanto, o estoque encontrado por eles, após a retomada, está em torno de R$ 2 milhões. Uma auditoria contábil financeira está sendo realizada para apurar todos os dados.

Além disso, as dívidas com fornecedores chegam a R$ 8 milhões. Só entre o mês de agosto e a última sexta-feira (29), 739 protestos foram registrados contra a empresa junto ao cartório de Guarapari. "Em 54 anos, o Santo Antônio nunca teve protesto em seu nome. O Santo Antônio sempre honrou com seus compromissos", declarou o advogado.
E novas dívidas devem surgir. Isso porque a antiga gestão demitiu 80 funcionários durante a gestão, e as dívidas trabalhistas ainda não foram contabilizadas. O advogado disse que a empresa está conversando com os ex-funcionários e avalia possibilidades de reintegração.

"Nessa época do ano estaríamos contratando cerca de 200 funcionários para atender durante a alta temporada. Era exatamente ao contrário", disse Rafael Zouain.

Os números negativos também se refletiram nas vendas. Com a falta de muitas mercadorias, no mês de novembro, as vendas da rede representaram apenas um quinto das vendas no mesmo período do ano passado.

"Com o estoque vazio não tem o que comprar. Vamos recuperar o estoque. Se não colocar, não tem como faturar", completou Jorge Zouain.

Justiça
A decisão judicial que determinou a retomada da rede de supermercados Santo Antônio para Jorge Zouain, foi tomada no dia 28 de novembro, por causa de descumprimentos contratuais. De acordo com o advogado Cláudio Luís Goulart, o processo segue em segredo de justiça.

"O grupo DX recorreu, porém, a decisão foi mantida pelo Tribunal de Justiça. Nós ainda não fomos notificados oficialmente, mas recebemos essa informação de fontes", afirmou Cláudio.

Histórico
A Rede de Supermercados Santo Antônio funciona em Guarapari há 54 anos. Em 26 de julho deste ano, os empresários anunciaram a venda para o grupo de São Paulo, DX Group Investimentos.

O novo proprietário das sete lojas, o empresário Creso Suerdieck Dourado concedeu entrevista à imprensa no mês de outubro, e disse que as lojas iriam passar por reformas para ganhar um novo layout e que o Centro de Distribuição foi esvaziado para que fosse transformado em atacarejo.

Procurado nesta sexta-feira, Creso não atendeu nossas ligações.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS