search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Condenado pela morte de três pessoas, Dondoni deixa cadeia nesta sexta

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Condenado pela morte de três pessoas, Dondoni deixa cadeia nesta sexta


agner Dondoni no posto da PRF, olhando a garrafa de vodca achada em seu veículo, após acidente, em 20 de abril de 2008 (Foto: Marcelo Andrade - 20/04/2008)
agner Dondoni no posto da PRF, olhando a garrafa de vodca achada em seu veículo, após acidente, em 20 de abril de 2008 (Foto: Marcelo Andrade - 20/04/2008)

O empresário Wagner José Dondoni de Oliveira, que causou um acidente que matou três pessoas da mesma família em 2008, saiu da cadeia no início da noite desta sexta-feira (14).

Ele estava preso no Centro De Triagem De Viana e deixou a penitenciária às 18h30. Dondoni vai aguardar o julgamento em liberdade. Ele conseguiu a soltura após uma liminar do ministro Sebastião Reis Júnior, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), expedida na quinta-feira (13).

De acordo com o advogado de defesa do empresário, Rogério Pires Thomaz, a Justiça não estipulou nenhuma restrição a Dondoni, como uso de tornozeleira eletrônica. Anteriormente, o TJ-ES havia negado a liberdade.

Relembre

O representante comercial foi acusado de estar dirigindo embriagado, fazendo zigue-zague na pista quando voltava de uma boate em Guarapari, na BR-101, em Viana, no dia 20 de abril de 2008. No caminho, bateu de frente com um veículo conduzido pelo cabeleireiro Ronaldo Andrade.

Foi de Ronaldo a maior perda: seus dois filhos, Rafael Scalfoni Andrade, de 13 anos, e Ronald Andrade, de 3 anos, além de sua mulher, Maria Sueli Costa Miranda, 29.

Leia também: 

Polícia caça Wagner Dondoni até fora do Estado

Advogado de defesa afirma que não sabe onde está Dondoni

Dondoni é condenado a 24 anos por mortes

Caso Dondoni: pai das crianças foi primeiro a depor

Wagner Dondoni não comparece ao próprio julgamento

Empresário Wagner Dondoni vai a júri popular por acidente que matou uma mãe e os dois filhos


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados