search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Complicações contra a Covid-19
Doutor João Responde

Complicações contra a Covid-19

Indagados por não estarem usando máscaras, muitas pessoas afirmam que são resistentes à Covid-19. Esta declaração categórica é bastante perigosa, uma vez que, diante da pandemia, ninguém pode dispor da certeza de como o seu sistema imunológico reagirá.

Apesar disso, tudo indica que os indivíduos sem comorbidades terão mais chance de vencer o coronavírus.

Por outro lado, portadores de patologias crônicas, como  hipertensão, diabetes, asma e pessoas acima de 60 anos são os mais propensos a ter problemas e morrer devido ao coronavírus. Nos idosos, o risco ocorre em função das alterações no sistema imunológico, naturais da idade.

Uma das comorbidades mais associadas às complicações fatais do coronavírus é a hipertensão arterial.

Nos casos de doenças cardíacas, a circulação prejudicada e a debilidade dos pulmões parecem favorecer a agressividade da infecção.
Quanto à diabetes, acontece agravamento de diversas infecções. Isso porque o quadro prejudica as defesas do organismo contra vírus, bactérias e afins.

Asma, enfermidades hematológicas, doença renal crônica, imunodepressão e obesidade também estão relacionadas às complicações e mortes decorrentes da Covid-19.

Nas doenças que atacam os pulmões, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica, a relação é clara, afinal estamos nos referindo a transtornos que já prejudicam a respiração. Nesse cenário, há acúmulo de secreção pulmonar e aumento da sensação de falta de ar.

Portadores da doença renal crônica também são membros do grupo de risco da Covid-19. Isso porque os rins são responsáveis pela filtragem do sangue e participam da resposta imunológica frente a uma ameaça viral.

A existência de duas ou mais doenças simultaneamente na mesma pessoa é conhecida como comorbidade.

Uma das características dessa coexistência é a possibilidade de as patologias se potencializarem mutuamente, ou seja, uma provoca o agravamento da outra e vice-versa.

Existem doenças que são consideradas comorbidades da obesidade, por exemplo: diabetes, hipertensão arterial e insuficiência cardíaca. Da mesma forma, existe comorbidade quando uma pessoa sofre de hipertensão arterial e também apresenta glaucoma.

Tendo o corpo como campo de batalha, o vírus procura o ponto mais fraco e, ali, ataca com a sua maior força. Neste momento, o organismo luta, cometendo erros e fazendo reparos, buscando ganhar do inimigo. Isso é bom, pois viver sem correr riscos é morrer sem glórias.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Pneumonia silenciosa

Pneumonia é um tipo de inflamação que afeta os pulmões, geralmente relacionada a uma infecção. De modo geral, o quadro começa com alguma gripe que não é bem tratada, fazendo com que a imunidade do …


Exclusivo
Doutor João Responde

As perigosas mutações virais

Buscando harmonizar-se como um todo, ignorando o egoísmo humano, a natureza se recicla. Equivocadamente, o Homo sapiens tenta mudá-la, em vez de se ajustar a ela. A natureza costuma ser lânguida, mas …


Exclusivo
Doutor João Responde

Medicina baseada em evidência

“Medicina é como amor: nem nunca, nem sempre”. No passado, o médico nem sempre tinha acesso à pesquisa mais recente. Muitas vezes, ele decidia como tratar um paciente, usando apenas sua própria …


Exclusivo
Doutor João Responde

Consolo da falsa ciência

Em tempos de pandemia, alguns medicamentos têm reivindicado status científico, embora careçam de provas ou plausibilidade. A fronteira entre ciência e pseudociência tem implicações religiosas, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Predadora célula cancerosa

Para manter-se vivo, o corpo precisa lutar contra tudo aquilo que desequilibra suas funções, inclusive contra si mesmo. Munido de uma poderosa arma antigênica, o organismo protege a vida que mantém …


Exclusivo
Doutor João Responde

Uso de corticoide em Covid-19

Descobriu-se, recentemente, que o esteroide dexametasona diminui a nefasta reação do sistema imunológico contra o coronavírus, aumentando a chance de sobrevivência do paciente grave. Denominada …


Exclusivo
Doutor João Responde

O asfixiante coronavírus

Flutuando no ar, esse invisível inimigo se espalha por meio de gotículas transmitidas ao ar pela respiração, principalmente quando ocorrem espirros e tosse. Estando presentes ao redor, indivíduos …


Exclusivo
Doutor João Responde

Higienização com álcool em gel

Qual a diferença entre desinfetante, antisséptico e esterilizante? Desinfetar é destruir aquilo que causa infecção. Antissepsia é limpar algo contaminado. Esterilizar se refere a um processo de …


Exclusivo
Doutor João Responde

Em busca da vacina milagrosa

Vivendo entre o sonho e a realidade, ninguém é imune à sentença do tempo. A ansiedade é inimiga mortal da nossa paz. A paz é amiga vital da nossa saúde. Estamos atravessando um período dramático…


Exclusivo
Doutor João Responde

Baço, um órgão pouco lembrado

A designação desse órgão abdominal originou-se pelo fato dele ser embaçado, não se deixando ser atravessado pela luz. O baço sempre constituiu um desafio à curiosidade dos investigadores que …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados