Login

Atualize seus dados

EDUCAÇÃO

Estudantes realizam prova para avaliar qualidade do ensino no Estado

Cerca de 130 mil alunos da rede pública participam da avaliação

25/11/2021 15:46:43 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Estudantes realizam prova para avaliar qualidade do ensino no Estado
Alunos e professora durante aula em escola de Vitória: Avaliação permite traçar metas para a qualidade da educação Foto: Douglas Schneider/AT
 

Acontece em todos os estados do País uma das avaliações mais importantes para medir a qualidade da educação. Trata-se do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), promovido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

No Espírito Santo, 130 mil alunos, das redes públicas estadual e municipais, estão participando da prova. Estudantes de escolas particulares também estão envolvidas no processo. 

A avaliação, que teve início no último dia 16 e segue até o próximo dia 10 de dezembro, é responsável por diagnosticar o nível da educação básica em todo o País, com questões que avaliam a parte cognitiva dos alunos e questionários para identificar os fatores que interferem no aprendizado dos estudantes. 

A prova, que acontece a cada dois anos, é feita apenas por algumas turmas, como explica a gerente de Avaliação da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), Endy de Albuquerque Silva. 

“Cerca de 130 mil estudantes da rede pública participam desse processo avaliativo. São cerca de 52 mil alunos da rede estadual e 79 mil da rede municipal”, disse Endy de Albuquerque.

Vale lembrar que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é calculado a partir do Saeb também. Com o resultado, que sai em seis meses após o fim das avaliações, a secretaria consegue pensar em ações para melhorar a qualidade do ensino.  

“Esse indicador permite traçar metas para a qualidade da educação. Ajuda a pensar em novas políticas públicas, conseguimos alinhar diversas ações e propostas de intervenções pedagógicas”, destacou a gerente.

 Ao passo que a avaliação mede o nível dos alunos da rede pública e privada, com avaliações de Português, Matemática, Ciências da Natureza e Humanas, é necessária também a adesão à avaliação de pelo menos 80% dos estudantes, para que a nota seja válida. 

“Por isso estamos incentivando os alunos a fazerem essa prova, para conseguirmos ter acesso ao resultado. É uma prova impressa, realizada em cada escola no dia agendado pelo diretor. O aluno deve perguntar quando será a prova, e as escolas também estão comunicando aos alunos e pais para que eles possam contribuir com a avaliação”, observou Endy.

Escolas recebem R$ 70 mil em prêmios por bons resultados

Pelos bons resultados no processo de alfabetização de alunos, 50 escolas, das redes estadual e municipais, foram premiadas na tarde desta quarta-feira (24), pelo governo do Estado e pela Secretaria Estadual de Educação (Sedu).  

Para as 50 escolas com melhores desempenho, o prêmio recebido foi de R$ 70 mil, para a compra de novos equipamentos para a educação dos alunos e melhoria na infraestrutura. 

Além disso, outras 50 escolas, essas com indicadores que mostraram precisar de melhoria no índice de desempenho, também receberam R$ 50 mil cada, como incentivo.

 “As premiadas, a título evidentemente de premiação, são em razão de seus resultados. Os R$ 50 mil para as apoiadas são para que elas possam desenvolver, com o apoio das primeiras, um trabalho pedagógico para enfrentar os indicadores que são mais desafiadores nessas escolas”,  afirmou o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo. 

O coordenador do programa Pacto pela Aprendizagem do Espírito Santo, Saulo Andreon, destacou a importância de reduzir a desigualdade entre as instituições. 

“Essa é a possibilidade de reduzir a desigualdade na aprendizagem, e promover a equidade na educação. Quando identificamos as escolas abaixo das metas estabelecidas, nós conseguimos identificar ações compartilhadas entre as escolas premiadas e apoiadas no sentido de promover intervenções para que esses resultados venham a melhorar”, completou Andreon.


SAIBA MAIS - AVALIAÇÃO DAS UNIDADES DE ENSINO


A prova

Cerca de 130 mil estudantes da rede pública participam da avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

São em torno de 52 mil alunos da rede estadual, e 79 mil da rede municipal.

Cerca de 140 instituições participam no Estado, entre escolas  privadas, municipais e estaduais,  além dos institutos federais.

Para os alunos do 2º e 5º ano do ensino fundamental, e para a  3ª e 4ª série do ensino médio, a avaliação contempla as disciplinas de  Português e Matemática.

Para os alunos do 9º ano, além da avaliação de Português e Matemática,  também fazem prova de Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Diretores e professores também participam

No questionário, os professores informam sobre condições de trabalho, gestão, e prática pedagógica.

Para os gestores das escolas, o questionário aborda as condições de funcionamento da escola, infraestrutura.

Metas

Notas para os anos iniciais: 6,1 (fundamental público); 7,8 (fundamental privado); 5,9 (fundamental estadual).

Notas para os anos finais: 5,5 (fundamental público); 7,4 (fundamental privado); 5,5 (fundamental estadual).

Notas para o ensino médio: 7,1 (ensino médio privado); 4,9 (ensino médio estadual).

Fontes: Endy de Albuquerque Silva, gerente de Avaliação da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).