search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Chamusca sofre pressão externa, mas diretoria do Botafogo garante técnico

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Chamusca sofre pressão externa, mas diretoria do Botafogo garante técnico


O Botafogo começou a temporada com desempenho ruim, sendo eliminado na Copa do Brasil e no Campeonato Carioca. Contratado no fim de fevereiro, o técnico Marcelo Chamusca já se vê em situação bastante desconfortável. Insatisfeitos com o desempenho do time, torcedores criaram campanha nas redes sociais pela demissão do treinador.

Isso não ocorrerá ao menos agora. A diretoria está insatisfeita com o trabalho desenvolvido até então, mas afirma, internamente, ver esperança que Chamusca corresponderá à expectativa criada na sua contratação -ele se destacou na campanha que levou o Cuiabá à elite do futebol brasileiro.

Além disso, o Botafogo entende que a contratação de Chamusca foi a melhor solução dentro do atual cenário do clube, em grave crise financeira. Com o objetivo de manter uma folha salarial baixa, o clube alvinegro entende que o atual treinador é o melhor custo-benefício.

Elenco do Botafogo (Foto: Vítor Silva/ Botafogo/ Divulgação)Elenco do Botafogo (Foto: Vítor Silva/ Botafogo/ Divulgação)

"O time não está pronto, longe disso. Ainda precisa melhorar em muitos aspectos e vai melhorar. Ninguém está satisfeito, muito menos eu. No Carioca, tivemos jogos e fomos bem, mas não conseguimos transformar em resultado. De qualquer jeito, é muito ruim perder para times com menor investimento", disse Chamusca, no sábado (17), após a derrota por 1 a 0 para o Fluminense.

Isso sem contar que, em caso de demissão, o Botafogo teria que pagar uma quantia considerada alta para Chamusca. E mesmo que o treinador aceitasse um acordo, a diretoria entende que não há profissionais disponíveis que se encaixem dentro da realidade financeira do time.

"A cara do Botafogo não é essa de agora. Eu, como treinador, tenho toda a responsabilidade e vou fazer com que esse cenário mude", prometeu o comandante.

A principal competição do Botafogo na temporada é a Série B, que tem início marcado para o dia 29 de maio. Isso representa que o clube tem pouco mais de um mês para recolher os cacos e se preparar para a jornada.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.