search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Água é um difusor de vida
Doutor João Responde

Água é um difusor de vida

Quando estamos com sede parece que somos capazes de beber todo um oceano de água.

Entretanto, depois de um ou dois copos, nosso corpo absorve e dilui esse torturante desejo. A água é o segundo nutriente mais importante para o organismo. Ela só perde para o oxigênio.

Nosso corpo contém em média 60% de água distribuída no interior das células, entre os tecidos e circulando pelos vasos sanguíneos e ajudando na origem do sangue, além de participar da formação de parte de todas as secreções glandulares do corpo.

Durante o envelhecimento ocorre um processo de secagem do organismo. Pessoas com idade avançada só tem 40% de água.

A água é o elemento mais importante do corpo, o principal componente das células e um solvente biológico universal. Nossas reações químicas internas dependem dela.

A água também é essencial para transportar alimentos, oxigênio e sais minerais, além de estar presente no suor, na lágrima, no plasma sanguíneo, nas articulações, nos sistemas respiratório, digestivo, nervoso, urinário e na pele. Ela é encontrada até nos ossos.

O ser humano consegue permanecer semanas sem se alimentar, mas ultrapassar cinco dias sem ingerir líquidos pode ser fatal.

Quando a pessoa está com sede é porque já passou do ponto de beber água.

O organismo depende desse imprescindível líquido para exercer suas funções.

Os rins respondem pela formação de urina, substância que contém 95% de água em sua composição e serve para eliminar resíduos inúteis para o organismo.

A água é o principal componente dos sucos gástricos, pancreáticos e biliares. A ação desses líquidos é fundamental ao processo de digestão.

Alimentos também são importantes para manter a hidratação do corpo. No aporte diário de 2.500 ml, os alimentos participam com 1.000 ml de água.

A rapidez no transporte de nutrientes pelo sistema sanguíneo depende da água, responsável por 95% da composição do plasma, denominada parte líquida do sangue.

As meninges, membranas que envolvem o cérebro, são lubrificadas pelo liquor, fluido que contém água e ajuda a reduzir o impacto sobre a massa encefálica, caso o crânio seja deslocado.

Além do ar inspirado, os líquidos corporais também passam pelos pulmões. Esses órgãos se encarregam então de controlar a circulação dos fluídos, direcionando parte deles para a excreção, através do suor e da urina.

O precioso líquido também está presente num fluido encontrado em todas as articulações do corpo. Este funciona como uma espécie de lubrificante, evitando o atrito entre os vários ossos.

A água é capaz de dissolver uma grande variedade de substâncias químicas que constituem as células vivas, tais como sais minerais, proteínas, carboidratos, gases, ácidos nucleicos e aminoácidos.

Outra função da água no organismo é nos proteger de algumas substâncias ou seres indesejados, como alguns microrganismos provocadores de doenças. A secreção nasal, por exemplo, tem essa função.

A água tem notável poder terapêutico. Antes do advento em grande escala dos medicamentos, era comum a prática de aconselhar pacientes a passassem temporadas em estações de água, como recurso curativo para muitas enfermidades.

Na verdade, as fontes de água desses locais continham sais minerais que atuavam favoravelmente em determinadas situações mórbidas.

A imersão na água, usada na hidroterapia e na hidroginástica, diminui o peso dos segmentos corporais e os atritos articulares dos exercícios, além de melhorar o equilíbrio.

O banho, além de criar um estado de ânimo agradável, ajuda a regular a temperatura corporal e possui efeito relaxante muscular.

Sonhar que se bebe não mata a sede. É preciso despertar para tomar água.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Nossa memória imunológica

Quase ninguém se recorda da última vez em que ficou doente por conta de uma infecção microbiana, mas o sistema imune lembra bem desse momento da vida, assim como de vários outros anteriores. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Esses malditos vírus

Nada garante a saúde permanente do ser humano. Por mais que a vida seja protegida, nada assegura a manutenção da tranquilidade do amanhã. Por esse motivo, a ciência toma conclusões como verdades …


Exclusivo
Doutor João Responde

Maconha não é droga inofensiva

Quando aquele jovem apareceu no consultório, eu já sabia boa parte da história que ele iria me contar. Preocupada, sua mãe havia ligado antes, me passando algumas informações a seu respeito. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Minha vesícula encheu de pedras

Semanas após ter sido encaminhada para extrair a vesícula biliar, a paciente retornou ao meu consultório. Satisfeita, ela afirmou: “Minha cirurgia foi um sucesso, doutor”. Nada lembrava a …


Exclusivo
Doutor João Responde

Estou magro, mas sou gordo

Doze meses após se consultar comigo, o paciente reapareceu. Lembro-me quando ele chegou pela primeira vez. Lá estava, diante de mim, um adiposo jovem, carregando lipídios, complexos e desânimo. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Idoso não deve morar sozinho

Amparado pelas filhas, um senhor de idade avançada entrou na minha sala e, com certa dificuldade, sentou-se na cadeira. Eu perguntei: O que posso fazer pelo senhor? Como ele se manteve silencios…


Exclusivo
Doutor João Responde

Ainda bem que envelhecer não dói

Agora que meu espírito amadureceu, meu corpo começou a envelhecer, lastimou um grisalho senhor. É verdade. A vida é curta, os sonhos são fugazes, as crises são duradouras, as decisões são difíceis, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Como não enjoar navegando no mar

Minha pergunta é bastante objetiva, expôs um paciente ao entrar no meu consultório: Existe algo que eu possa fazer para evitar o vexame de correr em direção à amurada da embarcação e “deitar cargas …


Exclusivo
Doutor João Responde

Doença como forma de protesto

Quando aquele casal entrou no consultório, eu não imaginava que os sintomas, descritos por ambos, revelavam uma linguagem cifrada para um se queixar do outro. Mal iniciei a consulta do marido, a …


Exclusivo
Doutor João Responde

“Não posso ficar doente, doutor!”

Há mais de três décadas, eu venho observando os olhares aflitos de alguns doentes, quando confrontados com a realidade da doença. Adoecer significa sair da ativa, tendo em vista que “paciente” quer …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados