Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Terrorismo nutricional
Nutridicas

Terrorismo nutricional

A prática de uma alimentação saudável se tornou algo estressante para você? Ah! Não sabe dizer? Então, vamos lá... Você já foi a um almoço de família e levou a própria comida? Já deixou de sair com amigos por medo de não poder comer o que estivesse no cardápio?

Quem me acompanha semanalmente sabe que eu superdefendo a prática de uma alimentação saudável, mas será que essa preocupação em excesso também não pode nos fazer mal? Quais são os impactos sociais e psicológicos desta relação com a comida?

Atualmente, tendemos a classificar alimentos de forma muito extremista: ou é ruim ou é bom, ou ajuda ou prejudica, ou engorda ou emagrece. É um verdadeiro terrorismo nutricional.

A verdade, querido leitor, é que não existe nada disso quando se estuda a ciência da nutrição. Nenhum alimento, por si só, é o vilão ou o mocinho.

Está cada vez mais raro encontrar pessoas que pregam o equilíbrio e ainda mais desafiador encontrar as que o praticam.

Infelizmente, as pessoas tendem a agir de forma radical: ou se alimentam de forma exageradamente saudável ou comem de forma descontrolada, enquanto o mais adequado seria nem um, nem outro.

A ideia de terrorismo nutricional surgiu com a demonização dos alimentos.

Esse movimento varia seu foco e teve início com a gordura; depois, com o carboidrato, o açúcar e agora o glúten, a lactose e a frutose.

Todo esse excesso de variedade de informações faz com que se torne cada vez mais confuso entender o que faz bem e o que faz mal... Mas o que é glúten? O que é lactose? O que é frutose?

Será que precisamos parar de comer frutas? Claro que não! Isso é excesso de “informação” mal interpretada e transformada em terrorismo.

E todo esse terrorismo faz com que o ato de comer se torne um comportamento potencialmente nocivo e gerador de sentimentos como culpa e punição.

Esse movimento faz com que você não responda mais à fome ou à saciedade, mas, sim, às regras impostas pela cultura da informação, às emoções e ao seu lado crítico. É quando comer se torna algo estressante.

A novidade é que a culpa ao comer está sendo cada vez mais estudada e foi observado que ela, além de aumentar o risco de você engordar, também aumenta a predisposição a doenças crônicas não transmissíveis: fazendo com que você coma mais rápido, com menos qualidade e em maiores quantidades sem perceber.

Ela também altera sua digestão e aumenta o seu estresse, fortalecendo, assim, o ciclo da compulsão, gerando ainda maior estresse, ou seja, essa culpa ao comer atrapalha nossa saúde física, mental e social.

Por isso, é o que eu sempre digo, equilíbrio e moderação sempre!

Quando você come de forma consciente, com prazer e sem culpa, não se priva do que gosta, come menos ao longo do tempo e aprende a saborear aquilo que está degustando.

O segredo: você precisa fazer escolhas que estão alinhadas ao seu estilo de vida e ao seu objetivo, mas é saudável que exceções sejam abertas para justificar as regras.

Que vontades sejam saciadas. E que se busque um certo prazer na alimentação. É muito importante para a nossa saúde conectar mente e corpo, identificar adequadamente fome e saciedade e comer sem culpa.

Bom final de semana! Sem terrorismo e sem culpa!


últimas dessa coluna


Exclusivo
Nutridicas

Os benefícios da saudável chia

Se você estiver procurando mudar hábitos, descobrir novas sementes, que não alterem o sabor e de quebra contar com a praticidade de não precisar triturá-la antes do consumo, vou apresentar para vocês …


Exclusivo
Nutridicas

Sopa saudável e nutritiva para esquentar os dias frios

As noites frias estão aí e nada melhor do que o aconchego de uma boa sopa, não é verdade? Para muitos é um desafio fazer uma preparação gostosa e, ao mesmo tempo, saudável. Mas calma que a Nutri vai …


Exclusivo
Nutridicas

Nutrição e a saúde do paizão

Os homens estão cada vez mais cuidando da sua beleza, mas... e com relação à saúde, como estão? Será que estão tão ligados assim? Não há como negar que os cuidados com a saúde devem estar presentes …


Exclusivo
Nutridicas

Coco delícia: benefícios e uso na alimentação saudável

Ah, o coco! Sou superapaixonada pela fruta, e não é só pelo sabor não! O que mais me atrai é que essa delícia tem propriedades muito benéficas para a nossa saúde. Irresistível! E se a pergunta é de …


Exclusivo
Nutridicas

Banana, fruta versátil e funcional

A banana é sua velha conhecida. A banana é uma das frutas típicas do Brasil. É a segunda mais consumida no País, perdendo apenas para a laranja. Provavelmente, ela esteve presente nas primeiras …


Exclusivo
Nutridicas

Dormir é fundamental para uma vida saudável

Nós vivemos em um mundo de pessoas privadas de sono. A cada ano, há mais exigências do nosso tempo: escola, trabalho, família, amigos, redes sociais, televisão. E o engraçado é que quando paramos …


Exclusivo
Nutridicas

Alimentação adequada para a saúde do homem

Para muitas famílias o lugar mais aconchegante da casa é a cozinha e por muitas décadas era o reino das mulheres. Mas essa teoria está mudando. Nos últimos anos, essa área está sendo invadida pelos …


Exclusivo
Nutridicas

Inverno, a estação mais fácil de “escorregar” na alimentação

A estação mais gostosa do ano chegou, o inverno. Quem concorda? Rs. Época de tomar um chazinho e ficar embaixo das cobertas. Mas vocês sabiam que o inverno é a estação mais fácil de “escorregar” na …


Exclusivo
Nutridicas

São João sem perder a linha na hora de saborear os quitutes

Olha a barriga! É mentira. As festas de São João estão aí! E o nosso santo não dá trégua e vem cheio de comidinhas gostosas, para nos tentar, né? Mas já adianto, é sim possível (e até compreensível) …


Exclusivo
Nutridicas

Incontinência urinária e alimentação: existe relação?

Independente do clima, mais quente ou frio, a recomendação dos médicos e nutricionistas, no geral, sempre é a de ingerirmos bastante líquido, não é verdade? Beber muito líquido é essencial para …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados