X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

No retorno à Série A do Brasileiro, Criciúma e Juventude ficam no empate de 1 a 1


Recém promovidos à Série A do Campeonato Brasileiro, Criciúma e Juventude ainda estão com espírito de Série B. Neste sábado, a dupla fez um jogo parelho, de muita disposição e pouca inspiração, protagonizando o primeiro empate ao ficarem no 1 a 1 no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC), no duelo que abriu o Campeonato Brasileiro de 2025.

Retornando à elite após 10 anos, o Criciúma soma seu primeiro ponto, em um campeonato cuja meta é a permanência. Já o Juventude fez o tradicional "bate e volta" e também inicia o torneio de olho nos 45 pontos para se manter na elite.

As duas equipes impuseram um ritmo forte no início, construindo bastante e arriscando de longe. Pelo lado do Juventude, o experiente Gilberto é quem levava mais perigo, principalmente em chutes cruzados. Já o Criciúma procurou surpreender pelo alto. Kayzer ajeitou e Eder foi derrubado na área, mas o pênalti foi cancelado pelo VAR, que apontou impedimento no lance.

Apostando ainda na jogada aérea, Kayzer abriu o placar para o time da casa. Após lançamento na área, Hermes cabeceou para o meio da área, o atacante dominou com estilo e virou para marcar um belo gol, aos 34. Na reta final, a chuva começou a castigar o gramado deixando o jogo truncado no meio de campo. Os visitantes até ensaiaram uma pressão, mas sem sucesso.

A segunda etapa começou em marcha lenta. Mesmo com a chuva dando uma trégua, as duas equipes pecaram na hora de concluir a gol, principalmente com o gramado apresentando sinais de lama em algumas partes. Se coletivamente o jogo não andava, Jean Carlos resolveu sozinho e empatou a partida aos 18. O meia fez bela jogada individual e bateu forte, rasteiro, para marcar.

Quem achou que o gol ia deixar o duelo aberto, se enganou. O que sobrou foi muita disposição e pouca inspiração para superar as adversidades do gramado. As raras oportunidades saíam jogadas individuais, como o chute de Marcelinho, defendido Alisson, e quando o congolês Bolasie fintou a marcação e cruzou para Felipe Mateus, que parou em Gabriel.

Na segunda rodada, o Criciúma visita o Atlético-MG, na quarta-feira, às 20h00, na Arena MRV, em Belo Horizonte. No mesmo dia e horário, o Juventude recebe o Corinthians, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 1 X 1 JUVENTUDE

CRICIÚMA - Alisson; Claudinho (Candelo), Rodrigo, Wallison Maia e Marcelo Hermes; Barreto, Marquinhos Gabriel (Matheusinho), Felipe Mateus (Trauco) e Hygor Meritão; Renato Kayzer (Arthur Caíke) e Eder (Bolasie). Técnico: Cláudio Tencatti.

JUVENTUDE - Gabriel; João Lucas, Rodrigo Sam, Zé Marcos e Gabriel Inocêncio; Caíque (Thiaguinho), Jadson, Nenê (Marcelinho) e Jean Carlos; Lucas Barbosa (Rildo) e Gilberto (Erick). Técnico: Roger Machado.

GOLS - Renato Kayzer, aos 34 minutos do primeiro tempo. Jean Carlos, aos 18 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Lucas, Zé Marcos, Caíque e Jean Carlos (Juventude); Marquinhos Gabriel, Trauco e Felipe Mateus (Criciúma).

ÁRBITRO - Bruno Pereira Vasconcelos (BA).

RENDA - R$ 240.080,00

PÚBLICO - 12.408 presentes.

LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: