search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Profissionais de eventos sociais levam bolo em protesto para retomada de atividades

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Profissionais de eventos sociais levam bolo em protesto para retomada de atividades


Manifestantes levaram bolo  (Foto: Dayana Souza/AT)
Manifestantes levaram bolo (Foto: Dayana Souza/AT)

Cerimonialistas, decoradores, recreadores infantis, doceiras e empresários do setor de eventos sociais realizaram uma manifestação na tarde desta quinta-feira (13), na Praça do Papa, em Vitória, pedindo a retomada gradual dos casamentos, aniversários e festas de formatura no Estado. 

Para simbolizar o setor, os participantes do movimento SOS Eventos Sociais levaram um bolo com bonecos que representam um casal de noivos e outro de uma criança. O protesto teve início às 15 horas.

A empresária Larissa Puppim foi uma das participantes do ato e destacou que cerca de 350 profissionais da área de eventos sociais participaram da manifestação. Ela destacou que todos foram estavam de máscara, com álcool em gel e mantendo distanciamento durante o ato, conforme os protocolos das autoridades de saúde. 

"O motivo da manifestação é que somos fornecedores da área de eventos sociais e estamos reunidos para reivindicar ao governo do Estado que sejamos incluídos na matriz de risco para retornar com as atividades gradualmente. Estamos paralisados há quase seis meses, todos sem trabalho e precisamos de respostas", frisou ela. 

Profissionais estavam com máscaras e mantendo distância uns dos outros (Foto: Dayana Souza/AT)
Profissionais estavam com máscaras e mantendo distância uns dos outros (Foto: Dayana Souza/AT)

A realização de eventos como formaturas, casamentos e aniversários, por exemplo, está suspensa desde março no Estado, quando os primeiros decretos com medidas para evitar aglomerações de pessoas e reduzir o contágio pelo novo coronavírus foram assinados pelo governador Renato Casagrande. 

Larissa afirmou que os profissionais reivindicam a criação de um protocolo sanitário para a retomada desses eventos de forma gradual. "Está todo mundo retomando as atividades. O setor de eventos não tem respostas, nem dão previsão de quando deve retomar. Os empresários estão desesperados por não ter como trabalhar e estarem sem renda".

Durante o ato, os profissionais tocaram músicas e fizeram a leitura das reivindicações. Após 1h30, a manifestação foi encerrada. 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados