Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Suspeitos de tráfico são presos debaixo de cama e dentro de guarda-roupa

Operação das polícias Civil e Militar prendeu quatro suspeitos de tráfico de drogas em Vitória

Redação Tribuna Online | 26/01/2022 18:55 h

Materiais apreendidos com suspeitos
Materiais apreendidos com suspeitos |  Foto: Divulgação / Sesp
 

Uma operação da polícia resultou na prisão de quatro suspeitos de tráfico de drogas no bairro Ilha do Príncipe, em Vitória, na terça-feira (25). Um dos detidos foi escondido escondido debaixo de uma cama e outro estava dentro de um guarda-roupas dentro de uma residência.

A ação foi realizada pela equipe do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) e policiais militares do 1º Batalhão (Vitória). Com os detidos, foram apreendidas arma, drogas e munições. 

Segundo a polícia, por meio dos trabalhos de inteligência, os policiais receberam a informação de que, durante a madrugada, um grupo de indivíduos estava abordando veículos em duas ruas do bairro Ilha do Príncipe, com o objetivo de identificar os condutores e, em alguns casos, efetuando roubos aos ocupantes dos carros.

Ao chegar no local, os policiais encontraram um grupo de suspeitos, sendo que dois deles, usando máscaras e de posse de arma de fogo, fugiram assim que viram as viaturas. Entretanto, a equipe conseguiu seguir os suspeitos até entrarem em uma casa amarela.

Diante do flagrante delito, as equipes entraram no imóvel e encontraram dois homens de 22 e 25 anos. Dando continuidade as buscas, outro suspeito de 37 anos foi localizado tentando se esconder debaixo da cama. Com ele, os policiais encontraram um carregador de pistola calibre 9mm, municiado com nove munições do mesmo calibre. 

Ainda na residência, mas em outro quarto, um suspeito de 29 anos foi encontrado escondido no guarda-roupa, com uma máscara do pânico e uma pistola de cor preta.

Durante as buscas pessoais, os policiais ainda localizaram com o suspeito uma pistola da marca CZ, modelo P-09, calibre 9mm, com carregador de capacidade para 19 munições, municiada com 19 munições e alimentada pronta para uso.

Já na sala da casa foi encontrada uma caixa contendo 14 pedras de substância similar a crack, 23 pinos de substância similar à cocaína, 26 buchas de substância similar à maconha. Além de um frasco de lidocaína, usado para o preparo de cocaína, selos adesivos para droga, um pedaço de substância similar a crack, aproximadamente do tamanho de um sabonete.

Durante a operação, as equipes contaram com o apoio do serviço de inteligência com agentes em viaturas descaracterizadas e do equipamento drone, que monitorava em tempo real toda a movimentação no local. Dessa forma, os policiais puderam observar quando outro suspeito correu pelo beco, nos fundos da igreja Assembleia de Deus, com algo em mãos.

De imediato, os policiais foram até o local, uma edificação de três pavimentos, e localizou no térreo do imóvel um tablete de, aproximadamente, 300 gramas de uma substância similar à maconha e uma balança de precisão. O suspeito conseguiu fugir e não foi localizado.

“A operação teve o objetivo de reprimir crimes patrimoniais e outros conexos, como roubo a transporte coletivo no bairro Ilha do Príncipe”, destacou o titular da Divisão de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), delegado Gabriel Monteiro.

Os suspeitos foram autuados por tráfico e associação para o tráfico, sendo encaminhados para o Centro de Triagem de Viana (CTV), onde permanecem à disposição da Justiça.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS