Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Filhotes de maritacas são resgatados no Sul do Estado

Os animais foram entregues aos agentes do IEMA, no Parque Estadual Cachoeira da Fumaça

Úrsula Ribeiro | 14/02/2022 15:22 h

Filhotes de maritacas são resgatados no Sul do Estado
Filhotes de maritacas são resgatados no Sul do Estado |  Foto: Divulgação/ PM
 

A Polícia Militar Ambiental resgatou três filhotinhos de maritacas em Alegre. As aves haviam caído de um ninho quando foram salvos e entregues ao Instituto Estadual de Meio Ambiente (IEMA) nesse último final de semana (12).  Os animais estavam muito novos e sem plumagem e precisaram de cuidados especiais por pelo menos duas semanas. 

Segundo a Polícia Militar Ambiental, os filhotes foram tratados por policiais e após duas semanas, já com plumagem e mais fortes, foram entregues aos agentes do IEMA, no Parque Estadual Cachoeira da Fumaça, onde após mais algum tempo serão reintroduzidos na natureza.

“Os filhotes estavam muito debilitados, um deles estava com um problema nas patas que o impossibilitava ele a ficar de pé. Os três poderiam morrer. Foi necessário colocar uma tala para firmar as patas da ave. Agora bem alimentados e mais fortes a possibilidade deles sobreviverem é muito maior”, disse o sargento Wellington.

As maritacas são aves muito comuns no Espírito Santo, gostam de voar em bando e são muito barulhentas. Pertencem à família dos psitacídeos e são consideradas “primas” dos periquitos e dos papagaios, possuindo a capacidade de imitar diversos tipos de sons e até algumas palavras. 

São considerados  animais  silvestres da fauna brasileira e é necessário licença do IEMA para criá-los em casa. Ter uma ave dessas sem a devida licença pode acarretar em pena de detenção de seis meses a um ano, e multa segundo a Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais). Denúncias podem ser através do telefone 181 ou por meio do site www.disquedenuncia181.es.gov.br. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS