X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

China: Xi promete mais ajuda a Gaza e discute comércio em cúpula com líderes árabes


O presidente da China, Xi Jinping, reiterou seu pedido para o estabelecimento de um Estado palestino independente e prometeu mais ajuda humanitária para as pessoas em Gaza, durante seu discurso de abertura em uma cúpula com líderes de Estados árabes nesta quinta-feira, em Pequim.

"Desde outubro passado, o conflito palestino-israelense escalou drasticamente, lançando as pessoas em um sofrimento tremendo", disse Xi em seu discurso no Fórum de Cooperação entre China e Estados Árabes. "A guerra não deve continuar indefinidamente."

Ele reafirmou o apoio da China à solução de dois Estados e se comprometeu com 500 milhões de yuans (US$ 69 milhões) em ajuda humanitária para Gaza. Também prometeu doar US$ 3 milhões a uma agência das Nações Unidas que presta assistência e alívio aos refugiados da guerra entre Israel-Hamas.

Além de falar sobre a guerra, Xi pediu aos Estados árabes que aprofundem a cooperação em áreas como comércio, energia limpa, exploração espacial e saúde.

Presente no fórum está o presidente do Egito, Abdel-Fattah el-Sissi, que se encontrou com Xi na quarta-feira, 29. Os dois líderes assinaram uma série de acordos de cooperação em áreas como infraestrutura, tecnologia e importações de alimentos, destinados a aprofundar os laços entre seus países.

Também estão presentes no fórum o presidente da Tunísia, Kais Saied, o presidente dos Emirados Árabes, Sheikh Mohammed bin Zayed Al Nahyan, e o rei do Bahrein, Hamad.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: