search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Construtoras apostam no atendimento 100% virtual
Publicidade | Anuncie

Imóveis

Construtoras apostam no atendimento 100% virtual


Vista do bairro Jardim Camburi, em Vitória, onde há  grande concentração de empreendimentos em construção, em sua maioria apartamentos (Foto: Fábio Nunes - 21/09/2018)
Vista do bairro Jardim Camburi, em Vitória, onde há grande concentração de empreendimentos em construção, em sua maioria apartamentos (Foto: Fábio Nunes - 21/09/2018)

Com lojas fechadas e atendimento presencial suspenso, os clientes do mercado imobiliário estão sendo atendidos de forma 100% online, com corretores em trabalho de home office.

Gerente de vendas da Morar Construtora, Rones Amâncio garante que o cliente pode ser atendido com segurança, praticidade e conforto, tirando todas as suas dúvidas sobre os imóveis disponíveis, financiamento, documentação e condições de pagamento.

“Ele também consegue realizar a compra do imóvel sem precisar sair de casa, com a assinatura de contrato digital”, destaca.

A empresa antecipou as férias coletivas do fim ano para grande parte da operação. “O planejamento de obra e prazo de entrega dos empreendimentos em andamento continuará o mesmo, sem alterações nos prazos combinados com os clientes”, afirma Rones.

Já na Metron Engenharia, a partir de amanhã as equipes das obras estarão em férias coletivas e o serviço de assistência técnica será suspenso.

“Os desafios são enormes neste momento. Estamos apostando nos recursos digitais, recebendo documentos para análise de crédito e disponibilizando material para permitir um tour virtual pelos nossos empreendimentos em construção e apartamentos decorados”, informa Fernando Felz, diretor da empresa.

A orientação do presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-ES), Sandro Carlesso, é para que os clientes que estavam ou estão em tratativa com imobiliárias ou construtoras deem seguimento às negociações, pois todas as empresas contam com canais virtuais de atendimento.

“Quem tem urgência em alugar, por exemplo, também conta com sites bem equipados, com todo suporte virtual para dúvidas, informações. Para os clientes que estão ainda na jornada de compra, estudando os imóveis em planta ou construção, agora é hora de tirar todas as dúvidas, via site ou contato virtual com os corretores que estão preparados para atendê-los”, aconselha Carlesso.

Diretor-geral de uma das maiores construtoras do Estado, a Lorenge, Leandro Lorenzon lembra que investir em imóvel permanece sendo uma boa opção, ainda mais neste momento em que o mercado financeiro e de capitais apresenta mais riscos.

Pandemia deve frear retomada do mercado imobiliário

Depois de cinco anos em retração, a construção civil, com destaque para o mercado imobiliário, vinha começando a ganhar fôlego com juros baixos, inflação em queda e linhas de financiamentos imobiliários acessíveis.

No entanto, nos últimos 15 dias, o cenário mudou completamente e a pandemia do coronavírus também ameaça a economia.

Neste momento, de acordo com o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado (Sinduscon-ES), Paulo Baraona, o foco das empresas está sendo na prevenção do contágio da Covid-19.
“O Sinduscon está estimulando as empresas do setor a adotarem todas as medidas de prevenção, seguindo as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde. Nossa atenção agora é com os trabalhadores.”

Baraona lembra que essa nova crise vai pegar as empresas mais fragilizadas, pois elas vinham em processo de recuperação. No entanto, espera que passe rápido.

“Estamos cientes da gravidade do momento e sabemos que cada empresa atua em frentes diferentes. Pode ser no mercado imobiliário, em infraestrutura ou em obras industriais. Cada uma deve adotar medidas que melhor lhe convém neste momento.”


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados