X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Polícia vai apurar se houve briga antes de acidente com morte na BR-101

"Eles se jogaram na minha frente, tentei frear, mas infelizmente não foi possível evitar a colisão”, disse motorista

Kananda Natielly, do jornal A Tribuna | 23/07/2022 18:54 h

Após os depoimentos de testemunhas que presenciaram o acidente, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) vão apurar se, de fato, houve alguma briga entre o casal antes do atropelamento. 

Segundo o que foi apurado por agentes da PRF  na propriedade onde o casal tomava conta, o  relacionamento das vítimas  era movido a ciúmes por parte do marido e que isso era motivo para brigas entre eles. 

Um dos responsáveis pela propriedade disse aos agentes que o casal era proveniente de Santa Teresa  e que estaria trabalhando no local há algumas semanas. 

Uma outra informação levantada pela polícia, por meio de testemunhas e também observando a olho nu, era de uma possível gravidez da mulher, identificada como Flaviana Jerônimo da Silva.

À noite, um irmão de Flaviana esteve do Departamento Médico Legal (DML) para liberar o corpo da vítima e confirmou que ela estava grávida de três meses. 

Já a identidade do marido dela não foi divulgada até o fechamento desta edição. O motorista do caminhão fez o teste do bafômetro, que deu negativo, segundo a PRF.

Eliton Teixeira: “Tentei frear”
Eliton Teixeira: “Tentei frear” |  Foto: fábio nunes/at

“Eles se jogaram”, diz motorista

Ainda assustado e alegando nunca ter passado pelo  que passou nesta sexta-feira (22), o motorista da carreta que atropelou o casal na BR-101, em Fundão, disse que as vítimas se jogaram na frente do veículo e que ele tentou ainda frear, mas mesmo assim acabou atropelamento o caseiro e a mulher. 

“Eu seguia sentido Norte  quando, com menos de uns 30 metros, apareceu esse casal. Eles se jogaram na minha frente, tentei frear, mas  infelizmente não foi possível evitar a colisão”, disse o motorista do caminhão Eliton Domingos Teixeira, de 44 anos.

Segundo o homem, que se emocionou ao falar do acidente, a mulher teria se jogado primeiro. “Parece que a mulher tentou se jogar e o  cara tentou impedir. Nunca passei por isso. Tem 15 anos que trabalho viajando e nunca aconteceu isso.  Eu não esperava acontecer isso. A gente também tem a família da gente, então se coloca no lugar”, lamentou. 

Ele contou também  que além de frear o caminhão, ainda tentou jogar o veículo na contramão, a fim de evitar a colisão. 

“Eu tentei tirar o caminhão na contramão. Tentei sair fora do casal. Mas eles  estavam atravessando na minha frente. Eu estava na velocidade permitida da rodovia e não deu para fazer nada”, disse.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS