X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Como diz Lula, temos que liderar o combate às mudanças climáticas, afirma Paulo Pimenta


O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), Paulo Pimenta, destacou nesta terça-feira, 19, a necessidade de o Brasil liderar o combate às mudanças climáticas, como sempre fala o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "O Brasil vive um grande momento e tem condições de criar um futuro justo e sustentável. Temos um papel chave na construção de saídas", disse.

Durante o seminário "Descarbonização: Rumo à Mobilidade de Baixo Carbono no Brasil", realizado pelo Esfera Brasil e MBCBrasil, o ministro ressaltou que o Brasil não é o País que mais emite gases de efeito estufa. "Precisamos chegar ao final de 2025 com avanços. O tema é urgente", afirmou.

Os caminhos, de acordo com o ministro, passam pelo controle do desmatamento e economia de baixo carbono. Ele citou, no entanto, que é preciso enfrentar os desafios e fazer as lições de casa, comentando que a emissão de gases causadores da mudança climática pelo segmento de transporte tem aumentado. "É preciso trabalhar com o setor para reduzir essa emissão e firmar o Brasil como líder na transição", disse.

Pimenta salientou que há uma "enorme expectativa" no governo de que Projeto de Lei do Combustível do futuro seja aprovado no Senado ainda nesta terça-feira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: